Este fórum foi descontinuado. LEIA AQUI e participe da Comunidade BABOO :)

A área de Remoção de Malwares está aberta na Comunidade BABOO. LEIA AQUI

Ir para conteúdo

Paultx

Participante
  • Postagens

    1.939
  • Desde

  • Última visita

  • Days Won

    4

Paultx venceu no dia Março 21

Seu conteúdo teve mais votos "Gostei" neste dia!

Sobre Paultx

  • Data de Nascimento 24/07/1959

Perfil

  • País
    Brasil
  • Estado
    Amazonas
  • Idade
    55 a 64 anos
  • Sexo
    masculino
  • Escolaridade
    Superior completo
  • Área Profissional
    Comunicação / Marketing
  • Nível Profissional
    Profissional curso superior
  • Nível de conhecimento de Windows
    Avançado
  • Nível de conhecimento de Segurança Digital
    Intermediário
  • Sistema operacional que vc utiliza no dia-a-dia
    Windows 10

Últimos Visitantes

8.918 visualizações
  1. Resolvi hoje testar o Ultimate Windows Tweaker 4. Logo de cara, ele mostra o Windows Experience Index, que, até onde sei, só pode ser "ressuscitado" no Windows 10 por vias um tanto trabalhosas ou chatas. Mas o caso aqui é que ele mostrou no resultado do WEI duas pontuações ligadas a "gráficos": Alguém, por favor, me explique a diferença entre "Desktop graphics" e "Graphics", de modo que eu possa entender perfeitamente por que o item "Graphics" é o que rebaixa a nota? Grato agora.
  2. Estou falando da revogação de privilégios administrativos no Explorer, conforme citei via link. Vale lembrar da época em que a Microsoft adotou uma política de segurança que lançava uma mensagem de alerta a cada vez que o usuário usava o copiar/colar a partir de um website. Isso era tão chato que acabou sendo removido e sumiu de vez. A boa notícia é que recentemente a Microsoft resolveu ouvir mais os seus usuários. Estamos num caminho promissor.
  3. Sim, nas versões 3.x eu comecei usando a 3.1, passando depois para 3.11. Não usei a 3.0. Em termos de opinião, sou contrário a que a Microsoft revogue à minha revelia os "privilégios" que tenho no uso do sistema. E que ela trabalhe mais para impedir que terceiros desarrumem a casa dela. Eu sempre paguei pelo Windows e o quero cada vez melhor, não pior, e sem que tenha de recorrer a soluções às vezes arriscadas para esse sistema que já deu provas mais que suficientes de vulnerabilidade ao longo dos anos. Sempre fui muito criterioso e cuidadoso no uso dele e sempre pesquisei muito antes de fazer ou instalar qualquer coisa nele. E por isso fui premiado com um pequeníssimo número de problemas em várias décadas, até mesmo com versões menos cotadas como ME e Vista. E justo com o propalado "melhor Windows" eu vou ter dor de cabeça? Não pode! Vou sugerir no Hub de Comentários que deem atenção especial a esse caso. Quem sabe eles solucionam isso definitivamente.
  4. Atrelou, sim, no sentido de criar vínculo. Tanto assim que, no tutorial abaixo, uma das opções é exatamente desabilitar o UAC pelo Registro. 12 quick fixes if you can’t drag and drop in Windows 10 Lembrando que eu já o tinha supostamente desabilitado completamente nas Configurações de Controle de Conta de Usuário (opção Nunca notificar). Se é preciso desabilitar pelo Registro para solucionar outro tipo de problema e, principalmente, se aplicativos de terceiros podem modificar e até corromper essas configurações do sistema, concluo que não são tão protegidas assim. Pode-se argumentar que minha decisão de desabilitar totalmente o UAC expõe o sistema a riscos como os citados. Mas e quando o arrastar e soltar não funciona mesmo com o UAC habilitado, como ocorreu antes no meu PC? Outra coisa: se um site especializado em Windows indica tal solução, certamente ela não é pontual ao meu caso e deve ocorrer com maior frequência. Aliás, essa mesma solução aparece na comunidade Microsoft Answers. E achei até alguém dizendo que o Windows 10 impede o Explorer de rodar com privilégios administrativos, o que resultaria também no problema do arrastar e soltar, sendo a solução apagar outra chave do Registro. Tudo, claro, envolvendo riscos. O fato é que um recurso tão útil está criando transtornos que não deveriam existir, pois é um conceito básico na usabilidade do sistema e que ajuda bastante até na produtividade profissional. Talvez uma explicação para o meu caso em particular seja a minha participação no Windows Insider, que instala atualizações nem sempre estáveis e às vezes contendo erros que só serão corrigidos mais tarde. Uma coisa é certa: desde que o conceito "drag and drop" existe e o venho usando no Windows, que creio remontar ao Windows 95, eu nunca tive esse problema específico. Só no Windows 10. E olha que usei, praticamente todos os dias, todas as versões do Wndows desde o 3.1 até o 10, tanto em casa quanto no trabalho.
  5. Há alguns meses tive problema com o arrastar e soltar no Windows 10. Não funcionava principalmente no Gmail (arrastar anexos). Depois vi que afetava outros aplicativos, como Format Factory, IrfanView etc. Buscando soluções na Web, achei algumas envolvendo reiniciar o serviço do Explorer, finalizar sua árvore de processos e tal. Mas o problema sempre voltava ao religar o PC. Então achei uma solução que resolveu definitivamente: desabilitar a UAC em uma certa chave do Registro do Windows. Alguém sabe me explicar por que a Microsoft atrelou um recurso muito utilizado no dia a dia a uma configuração de segurança tão importante?
  6. Baixei um pacote de templates e mockups via MEGAsync e ele criou uma certa pasta com subpastas para o conteúdo baixado. Depois eu movi tudo para outro HD e fui apagar a pasta criada antes, que ficou vazia, mas não consegui. O Windows mostrava a mensagem típica desses casos (esqueci de capturar a tela). Fui pesquisar e achei várias soluções (modo de segurança, take ownership etc.), e decidi tentar o Unlocker, mas não funcionou. Continuei pesquisando e achei uma solução que resolveu, mas só posso chamar de esquisita. Em resumo, é isto: 1 - Usando o 7-Zip, selecione a pasta teimosa e escolha Adicionar ao arquivo compactado... no menu de contexto. 2 - Na caixa de diálogo, marque a opção Apagar arquivos após a compressão. 3 - Clique OK. 4 - Delete o aquivo compactado. Pronto, adeus pasta teimosa!
  7. A tendência é essa mesmo. Desde que começou a ouvir mais os seus usuários, a Microsoft tem implantado vários recursos e opções com base nas nossas opiniões, reclamações e sugestões.
  8. Ciro-Mota, tudo o que disseste é verdade, e enfatizo a frase "remoção automática", que implica evitar a tarefa chata (pelo menos para mim) de copiar e colar vários itens e substituí-la por uma ação única. No entanto, ressalto ainda que a pergunta do OP foi para saber se o Windows10Debloater funciona, o que procurei responder como possível.
  9. Rodei o Windows10Debloater aqui, seguindo a recomendação: criei antes um ponto de restauração e lancei a versão GUI. Não achei detalhes sobre as opções Remove Bloatware With Blacklist e Remove Bloatware Without Blacklist, mas resolvi escolher a primeira, para testar. Gostaria de entender melhor como funcionam essas opções. Vou tentar depois achar algo a respeito. Mas vejam abaixo que há a indicação "Removing Bloatware with a specific blacklist", que dá a entender que uma lista negra específica está envolvida, mas qual? Faltou conhecimento e controle para o usuário neste caso. Depois de alguns minutos o script parou e não houve uma linha avisando que encerrou tudo, então resolvi fechar. O arquivo de log registrou o seguinte: Há coisas aí que eu nem sabia que existiam, poucas que conheço bem, outras que não uso nem nunca usei e algumas que simplesmente odeio, como Skype, OneNote, Pessoas e Mapas. Dos apps que eu efetivamente uso de vez em quando e ele removeu está o Feedback Hub, canal para reclamações e sugestões sobre o Win10. Mesmo não registrando no log, ele também removeu apps que eu próprio instalei: o Duplicate Cleaner Free e o Autodesk SketchBook. E entre os listados na página oficial que seriam removidos, ele não removeu Câmera e Sticky Notes. Talvez isso tenha a ver com a tal lista negra. Ou não... Embora tenha limado vários itens relacionados a Xbox, a Barra de jogos ficou aqui. De novo, pode ser que tenha a ver com a lista negra, ou talvez com a versão do Windows10Debloater. Vamos ver. Respondendo à pergunta inicial do thread: o Windows10Debloater funciona. Mas com alguns detalhes citados acima. Bom, foi isso. Na semana que vem, com o uso no dia a dia vou saber do que vou sentir falta e, principalmente, se vai haver algum problema decorrente dessa mudança. E aí eu posto aqui.
  10. Pedroow, eu acho muito importante essa questão de bloatware, considerando principalmente o lado do usuário. A primeira pergunta que se deveria fazer é: o usuário vai querer isso no computador dele? Mas algumas empresas adotam a política de implementar seus produtos e avanços tecnológicos à revelia dos usuários. Quase sempre fica aquela sensação de que estão "querendo empurrar" algo contra a nossa vontade. No caso do Win10 tem isso. Um exemplo: quantas pessoas no mundo precisam de qualquer tipo de app só para ver (sem nem falar em criar) objetos 3D? Se a ideia for ir adaptando os usuários para novas tecnologias que virão, incluir um app desse tipo pode até ser válido, mas o usuário não pode ter o direito à escolha? Se as empresas querem implantar avanços, que o façam, mas com a concordância explícita de quem vai usar o produto. Pessoalmente, eu não sou um grande fã de jogos. Antigamente, aqui e ali me distraía com um Minesweeper ou Solitaire, e hoje vou de Jet Ball ou WordBrain no smartphone, que jogo muito de vez em quando. E no meu PC jogo ainda mais raramente. Então, para que vou querer Xbox, Barra de Jogo e outros penduricalhos nele? Neste ponto, a questão nem é se ocupa muito ou pouco espaço, usa pouca ou muita memória, atrapalha ou não o desempenho. Penso que é bem mais simples: se não é preciso, por que está lá? E aí deve prevalecer a soberania do usuário sobre o que é dele. Pedroow, li a respeito do Windows10Debloater no The Windows Club e vou dar uma olhada. Na sequência eu te informo a minha experiência com ele.
  11. Hoje meu PC desktop foi atualizado para a versão 1903 18351.7 via Windows Update e Programa Windows Insider. Após a atualização, que demorou como nunca antes para baixar, instalar, reiniciar etc., apareceu no ícone da Segurança do Windows na bandeja do sistema o sinal de alerta amarelo. Fui ver o que era sem achar que fosse grande coisa, pois às vezes, após atualizações, o Windows pede uma verificação rápida. Mas não era o caso. Para mim isso é uma novidade: Tratei logo de pesquisar antes de fazer qualquer coisa, até porque há algum tempo desativei o OneDrive, pois nem o uso normalmente. E achei este vídeo em que um cara mostra como configurar e tal. Ransomware Protection with Windows Defender and OneDrive - YouTube https://www.YouTube.com/watch?v=QRb4bKUwoB8 [Atenção: está aparecendo mensagem de problema para carregar o conteúdo ao clicar no ícone de link do menu do editor aqui] Só que no caso dele tudo fluiu normalmente – até simulação de um ataque de ransomware ele fez... Mas aqui no meu PC está dando esta mensagem: Aí bateu a raiva! Por que não reconhece que estou logado pela minha conta Microsoft e faz tudo mais rápido? E ainda vem com isso de desvincular a conta pessoal e adicionar uma nova! Bom, não sei o que fazer agora. Peço ajuda ao pessoal aqui. Minha primeira questão é que não quero usar o OneDrive, não gosto dele, só uso muito raramente e sempre no site dele, pelo navegador Chrome. Por isso, meu primeiro pensamento foi clicar em Ignorar. Mas depois pensei: se isso vai adicionar algo de bom para segurança, por que não pelo menos testar? Aguardo os comentários informados de quem conhece a fundo a segurança do Windows 10 e também OneDrive. Grato agora.
  12. Faz tempo que rola treta com os tais softwares de bancos (Diebold/Warsaw/GAS), inclusive já vi até gente falando que eles podem ser a causa do loop de reparo automático... Eu mesmo tive esse problema do loop, que junto com outros me forçou a reinstalar o Windows 10 do zero. Mas o caso é que às vezes preciso usar o site do Itaú, pois os apps para desktop e smartphone têm algumas limitações para certas necessidades. Aliás, há algum tempo o banco vem forçando para instalar e usar no PC a versão desktop no lugar no navegador, dizendo que assim fico livre do tal "módulo de segurança". Através de pesquisa eu soube que uma alternativa seria usar máquina virtual, mas não sou familiarizado com isso e acho meio complicado. Hoje me lembrei que comprei há tempos uma licença do Sandboxie (nem sei se ainda é válida) e pergunto: ele seria uma solução eficiente para usar o site do banco ou mesmo o app do desktop? E quando o banco for instalar o tal "módulo de segurança" que é suspeito de gerar aqueles problemas conhecidos, como faço o Sandboxie entrar em cena para assumir o controle da situação? Grato agora.
×
×
  • Criar Novo...