Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

A partir do dia 19/11/2018, o foco do Fórum do BABOO é apenas Windows e Segurança Digital conforme informado no início de 2018.
As áreas que não têm relação com esses dois assuntos foram arquivadas e seus tópicos estão disponíveis para consulta na área Tópicos Antigos.

Conheça as novidades de 2019 para o BABOO e Fórum do BABOO

Dimitriusbueno

  • Postagens

    30
  • Desde

  • Última visita

Perfil

  • Estado
    Rio Grande do Sul
  • Sexo
    masculino

Últimos Visitantes

1.575 visualizações
  1. Dimitriusbueno

    Dúvida sobre os antivírus recomendados

    É evidente que a razão para não indicar o Avast em detrimento do Panda e de outras soluções tem um motivo racional. Todos os testes por mais sérios e bem conduzidos representam um cenário limitado, por dia são criados milhares de novos códigos maliciosos e não há teste no mundo que consiga representar com fidelidade as condições do mundo real. As indicações além dos testes que você citou são baseadas na experiência pessoal e no conhecimento sobre segurança da informação das pessoas envolvidas no fórum e site, nunca ficou restrita a testes embora eles tenham a sua importância. No último teste da AV comparatives, modalidade Real-World Protection que simula a proteção dos softwares em condições que mais se aproximam da realidade ficou claro que tanto o Avast como o AVG estão abaixo da proteção do Panda, não se pode avaliar um antivírus por um único teste, existe um conjunto de testes e a solução de segurança precisa ser avaliada ao longo do tempo em diversos aspectos, não apenas por um teste selecionado onde ela aparece bem posicionada para dar respaldo a uma opinião pessoal.
  2. Dimitriusbueno

    Eset ainda é recomendavél ?

    Todos os testes implicam em um cenário limitado, é uma prévia que tem a sua importância mas em nenhum teste você alcança a dimensão do mundo real com milhares de novos códigos criados diariamente. Eu utilizo as soluções da Eset há mais de 10 anos e nunca tive nenhum tipo de incidente. Os softwares da Eset foram e continuam sendo confiáveis com impacto praticamente nulo no desempenho do sistema.
  3. Dimitriusbueno

    Malwarebytes?

    Eu postei algumas observações a respeito da detecção do Malwarebytes para alguns trojans, vi muita coisa passar batido. Outro problema foi submeter alguns códigos recentes ao site VirusTotal observando que pouquíssimas soluções o reconheciam, aí você passa a monitorar quanto tempo o Malwarebytes demoraria para acrescê-lo em sua base de assinaturas constatando que frequentemente isso ocorria com uma demora absurda, passavam-se quase 2 meses para então ele detectar a ameaça. As desenvolvedoras tem acesso aos arquivos submetidos nas análises, o que justifica esse absurdo?
  4. Dimitriusbueno

    central de segurança do Windows (Windows defender) é bom?

    E como é que você pode afirmar que não é o antivírus que salvará a pessoa? Não se pode partir para esse tipo de prerrogativa, nenhum antivírus provem 100% de eficácia e em momento algum isso foi afirmado, o que se busca para o cliente ou em um suporte prestado em um fórum é recomendar aquelas soluções que são mais abrangentes, que atuam em diferentes cenários e que demonstraram solidez durante longos períodos sem oscilações gritantes entre os intervalos de aferição. O usuário doméstico não precisa desembolsar uma quantia para adquirir uma licença de um software antivírus, você tem no mercado um produto como o Panda Free que reuni inclusive características incorporadas a respectiva versão paga, as informações estão aí, cabe ao usuário processá-las e definir o que é melhor para si.
  5. Dimitriusbueno

    Malwarebytes?

    O site da MRG-Efittas publicou recentemente o primeiro teste de 2018 e nele anti malwares como Zemana, MalwareBytes entre outros foram testados diante de alguns cenários, segue o link oficial do comparativo em PDF a quem interessar. MRG Effitas 360 Degree Assessment & Certification Q1 2018
  6. Dimitriusbueno

    central de segurança do Windows (Windows defender) é bom?

    Essa história do usuário ser cuidadoso é tão perigosa e perniciosa que pode induzir vários usuários ao erro. Você pode ter a presença de malwares em sites que a maioria julga absolutamente seguros, eu já encontrei vírus em um site que falava sobre gripe e não era um falso positivo. Essa história de "usuário cuidadoso" não tem respaldo, é um engodo alimentado por achismo. Quer dizer que se eu for cuidadoso eu posso utilizar aquele antivírus "mediano/medíocre" mas se não for eu preciso de uma solução robusta? Isso não encontrar ressonância com a realidade. Tem artigos vinculados aqui nesse fórum demonstrando a possibilidade do usuário infectar uma máquina fazendo um download em sites conhecidos, sites que via de regra são considerados "seguros" pelo pessoal.
  7. Dimitriusbueno

    Windows Defender suficiente?

    O antivírus da Microsoft vem de uma evolução notável, saiu do contexto de um software de segurança absolutamente ineficiente para um produto que começa a ter competitividade com relação aos antivírus gratuitos, aqueles que oferecem uma camada básica de proteção. Eu não o indico como substituto ao Panda por exemplo, para dar esse passo você precisa de critérios e a consistência e repetitividade de bons resultados ao longo dos anos é um deles.
  8. Dimitriusbueno

    Recomendação antivírus Gratuito para empresas

    O Clanwin não serve nem como segunda opinião e nenhum antivírus modesto tem utilidade para aferir confiabilidade como segunda opinião em testes, com o tempo do Clanwin no mercado posso dizer que dificilmente ele se tornará uma solução robusta para scaneamento, se até hoje eles não conseguiram não há subsídio prático para pensar que um dia conseguirão.
  9. Dimitriusbueno

    Declínio na qualidade do Malwarebytes

    Se existe atualização em um software de segurança é conveniente fazê-lo, o software pode receber atualizações que melhorem a detecção de malwares, independente das assinaturas, atualizações que aumentam a velocidade de verificação dos arquivos enfim.
  10. Dimitriusbueno

    Declínio na qualidade do Malwarebytes

    Nada impede que ele se torne uma solução antivírus de ponta, é preciso desenvolver um algoritmo de heurísticas decente que hoje ele não tem, existem vários degraus para ele competir com uma solução antivírus robusta, é duro você submeter novos códigos maliciosos ao Virus Total e outros mecanismos multi scan's e constatar que mesmo recebendo um código de mão beijada leva-se com frequência mais de 1 mês para se criar uma vacina pela sua desenvolvedora, não há responsividade desejada a "pacientes zero day" pois o produto ainda engatinha com um motor de heurísticas que precisa ser melhorado. Se considerarmos o contexto de antivírus a média final de 87% é compatível com um software de terceira linha, para ser de segunda linha ele teria que melhorar esse percentual, vamos deixá-lo como antimalware já que para um antivírus seria o fundo do poço! Veja, acho que o problema é justamente quererem abraçar o mundo e dizer que são uma solução completa. A proposta dele é essa mas o anúncio chegou de forma prematura.
  11. Dimitriusbueno

    Superantispyware, ele é bom ou não?

    O último teste do MRG Effitas envolveu 17 aplicações voltadas para segurança e dessas pelo menos 4 são classificadas como antimalware, o que o teste demonstrou não é novidade alguma. https://www.mrg-effitas.com/wp-content/uploads/2017/08/MRG-Effitas-360-Assessment_2017_Q2_v2.pdf O Se Labs publicou alguns testes com o Malwarebytes também, esse ano eu comecei a procurar referênciais mais recentes porque eu vi muita coisa passar batido, no dia à dia e no sistema de clientes, aí você começa a analisar o serviço em seções de remoção de malwares onde a ferramenta é utilizada com certa frequência e contabiliza em quantos casos ela foi efetiva ponderando uma série de situações, se sair hoje um teste da AV comparatives com o Malwarebytes seguramente ele não terá um resultado satisfatório, isso não significa que ele não possa ser utilizado como segunda opinião em algumas situações, atualmente eu prefiro um scan de outro antivírus robusto como segunda opinião, tenho o Nod32 da Eset instalado. https://selabs.uk/download/small_business/july-sept-2017-smb.pdf A respeito do SuperAntispyware citado pelo membro do fórum eu não o recomendo, as referências a respeito desse software são escassas, indicar esse produto baseado na visão pessoal de 2 ou 3 usuários domésticos é temerário. Acho pouco provável ver um analista de segurança experiente recomendando esse software.
  12. Dimitriusbueno

    HijackThis muito ultrapassado

    Ele justamente é empregado como gerador de log permitindo uma análise de eventuais elementos nocivos em execução, não vi fundamento na sua mensagem.
  13. Dimitriusbueno

    É necessário antimalware?

    Não há antivírus infalível no mercado e a intenção não foi dizer o contrário, atualmente eu vejo o Malwarebytes como uma bengala que para a imensa maioria dos usuários tornou-se dispensável, depois de observar a sua taxa de detecção no decorrer de 2017 prefiro me valer de alternativas como o Panda Cloud Cleaner ou a tradicional ferramenta de identificação e remoção de ameaças da Kaspersky como segunda opinião, você salientou que nunca houve uma ferramenta alternativas definitiva e isso é uma verdade clichê, nós sabemos disso! Eu não pagaria 40 reais para utilizar o Malwarebytes como apoio complementar em proteção residente, na realidade não pagaria taxa alguma.
  14. Dimitriusbueno

    É necessário antimalware?

    Eu o tinha como uma solução alternativa de 1° linha, atualmente não acho que o Malwarebytes seja tudo isso, é frequente submeter diversos trojans ao scan do Malwarebytes sem que haja detecção, uma leitura atenta a seção de remoção de malwares de diversos sites entre os quais o Baboo te demonstrará que a sugestão do MalwareBytes como antimalware frequentemente está associada a indicação de outras "bengalas" na tentativa de encontrar aquilo que ele ignorou, as seções desse tipo perderam o hábito de indicar scans de desenvolvedoras de alguns antivírus tradicionais, hoje você submete o usuário a meia dúzia de soluções para encontrar o vilão, isso não tem caráter de crítica é uma constatação simples e ao alcance de qualquer um. Hoje tenta-se a solução A, como ela falha com relativa frequência parte-se para B, em uma nova tentativa frustrada indica-se a C, essa indicação mesmo sendo a terceira opção nem sempre é a definitiva originando a entrada da opção D...
  15. Dimitriusbueno

    Declínio na qualidade do Malwarebytes

    São situações completamente diferentes, tanto o Kaspersky como o Bit Defender vem se mantendo no topo durante anos entre as soluções mais robustas, não existe a necessidade de estarem em 1° ou 2° lugar em taxas de detecção em todos os testes embora na maioria das vezes estejam, é natural que exista variação no decorrer dos meses do ano, o problema existe quando um antivírus sai do topo para uma colocação intermediária ou no final da lista, o mais importante é ponderar a intensidade da variação e o número de oscilações que determinada solução apresenta em uma faixa de tempo. Um produto que obtém 60% de taxa de detecção em testes que alcançaram alguma credibilidade não pode sequer se classificado como de segunda linha, seria uma injúria contra outras soluções medíocres, isso é o fundo do poço para uma empresa que anuncia que o seu produto pode ser um substituto (não complemento) de um antivírus tradicional.
×