Ir para conteúdo

Baboo

  • Postagens

    10.851
  • Desde

  • Última visita

  • Days Won

    22

Baboo venceu no dia Outubro 11

Seu conteúdo teve mais votos "Gostei" neste dia!

Mídias Sociais

Sobre Baboo

  • Título
    MVP Windows

Como me contatar

  • URL do site ou blog
    www.baboo.com.br

Perfil

  • País
    Brasil
  • Estado
    São Paulo
  • Sexo
    masculino
  • Nível de conhecimento de Windows
    Profissional
  • Nível de conhecimento de Segurança Digital
    Profissional
  • Sistema operacional que vc utiliza no dia-a-dia
    Windows 10

Últimos Visitantes

60.566 visualizações

Humor

  • Aéreo
  • Me sentindo Aéreo
  1. A Microsoft anunciou o Microsoft Connect() 2018, nova edição do seu evento para desenvolvedores. O evento será transmitido ao vivo na Web. Microsoft Connect() 2018 De acordo com a Microsoft, a edição de 2018 do evento será realizada no dia 4 de dezembro. A transmissão terá início a partir das 14:30 no horário de Brasília. O evento contará com a participação de Scott Guthrie, da Microsoft, e de outros especialistas da indústria. Os desenvolvedores também poderão saber um pouco mais sobre o que vem por aí para o Visual Studio, Azure e outras tecnologias da Microsoft e também poderão expandir seu conhecimento com sessões técnicas online e treinamentos. Mais detalhes sobre o evento Microsoft Connect() 2018 estão disponíveis em seu site oficial. O post Microsoft anuncia o evento Microsoft Connect() 2018 apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
  2. As bibliotecas de streaming multimídia Live555 usam protocolos de padrões abertos, como RTP/RTCP, RTSP ou SIP e podem ser usados ​​para criar aplicativos de streaming. Estas bibliotecas em C ++ podem ser usadas para retransmitir, receber e processar padrões ou formatos de compressão, assim como vários codecs de áudio diferente, e têm sido utilizadas por players de mídia para adicionar suporte extra aos seus serviços. Pesquisadores descobrem vulnerabilidade em bibliotecas de streaming usadas por players de mídia Pesquisadores do Cisco Talos recentemente descobriram uma vulnerabilidade na função para parsear pacotes HTTP das bibliotecas RTSP do servidor LIVE555, que tem a função de parsear cabeçalhos HTTP para tunelização RTSP sobre HTTP. Nesse caso, um invasor pode enviar um pacote criado especialmente para que essa função falhe, o que permitirá a execução do código. A biblioteca vulnerável é usada por vários players de mídia conhecidos, como o VLC e o MPlayer, entre outros – com o qual deixa exposto milhões de usuários a possíveis ataques. Registrada como CVE-2018-4013, a vulnerabilidade pode ser explorada por um cibercriminoso que envia um pacote que contém muitos “aceitar” ou strings “x-sessioncookie” que podem causar uma sobrecarga do buffer na função “lookForHeader”. Conforme confirmado pelos pesquisadores, a vulnerabilidade está presente na versão 0.92 do LIVE555 Media Server do Live Networks, embora também possa estar presente nas primeiras versões do produto. Da mesma forma, depois de ter sido informada sobre a existência dessa vulnerabilidade, a empresa publicou um patch que corrige a falha. Usuários de players multimídia como o VLC Media Player devem instalar as versões mais recentes disponibilizadas por seus desenvolvedores. Fonte: Blog WeLiveSecurity da ESET Brasil O post Pesquisadores descobrem vulnerabilidade em bibliotecas de streaming usadas por players de mídia apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
  3. A FireEye lançou recentemente uma ferramenta que permite que empresas avaliem a segurança dos seus emails no Office 365, a Cloud Email Security Analysis. FireEye lança ferramenta para avaliar a segurança dos emails no Office 365 A ferramenta é gratuita e não requer instalação de softwares adicionais. Basta preencher o formulário de registro, autorizar o acesso ao Office 365 e receber o relatório em 3 ou 4 dias após a análise ser concluída. A Cloud Email Security Analysis analisa as defesas contra diferentes tipos de ameaças e o relatório incluirá recomendações para proteger melhor seus emails no Office 365 caso seja necessário. As empresas interessadas podem se registrar clicando aqui. É importante destacar que a FireEye não armazenará cópias das mensagens analisadas. O post FireEye lança ferramenta para avaliar a segurança dos emails no Office 365 apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
  4. Baboo

    Skype v8.33.0.41

    A Microsoft disponibilizou para download nesta terça-feira o Skype v8.33.0.41, versão mais recente do popular cliente de VoIP para Windows. Além do Windows, o Skype também está disponível para outras plataformas como smartphones e o console Xbox One. O changelog específico desta versão ainda não está disponível. Ele será publicado em breve aqui. Faça o download do Skype v8.33.0.41 É importante destacar que este não é o Skype clássico para desktop. A versão 8.x é a baseada no framework Electron e é compatível oficialmente com as seguintes versões do Windows: Windows 10 v1507, Windows 10 v1511, Windows 8.1, Windows 8 e Windows 7. Para as versões mais recentes do Windows 10, a Microsoft recomenda o Skype baseado na Universal Windows Platform (UWP) oferecido através da Microsoft Store. Os usuários com as versões do Windows suportadas podem fazer o download do Skype v8.33.0.41 aqui. A versão 8 suporta recursos como chamadas com vídeo HD, compartilhamento de tela, gravação de chamadas e outros. Mais informações sobre o Skype podem ser encontradas aqui. Sobre o Skype clássico para desktop, a Microsoft confirmou que ele será descontinuado em novembro. Saiba mais aqui. A versão mais recente do Skype clássico para desktop é a 7.41.0.101. O post Skype v8.33.0.41 apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
  5. A Microsoft disponibilizou para download nesta semana a Sysinternals Suite build 2018.10.22 para Windows e também para o Nano Server. A Suite é um conjunto de utilitários gratuitos para Windows com foco em usuários avançados e profissionais de TI. Ela inclui utilitários como um monitor de atividade do disco rígido (DiskMon), ferramentas para Active Directory, conversor de discos rígidos físicos para discos rígidos virtuais ou VHDs (Disk2vhd) e outros populares como o Autoruns, Process Explorer e Process Monitor. A Sysinternals Suite build 2018.10.22 para Windows está disponível para download aqui e a versão para o Nano Server pode ser encontrada aqui. De acordo com o changelog, este build da Suite traz novas versões dos utilitários Sigcheck (v2.70), BgInfo (v4.26) e VMMap (v3.22). Mais detalhes sobre a Suite podem ser encontrados em seu site oficial. A Suite é um conjunto de utilitários gratuitos para Windows com foco em usuários avançados e profissionais de TI Utilitários presentes na Sysinternals Suite build 2018.10.22: – AccessChk – AccessEnum – AdExplorer – AdInsight – AdRestore – Autologon – Autoruns – BgInfo – CacheSet – ClockRes – Contig – Coreinfo – Ctrl2Cap – DebugView – Desktops – Disk2vhd – DiskExt – DiskMon – DiskView – Disk Usage (DU) – EFSDump – FileMon – FindLinks – Handle – Hex2dec – Junction – LDMDump – ListDLLs – LiveKd – LoadOrder – LogonSessions – MoveFile – NewSid – NTFSInfo – PageDefrag – PendMoves – PipeList – PortMon – ProcDump – Process Explorer – ProcFeatures – Process Monitor – PsExec – PsFile – PsGetSid – PsInfo – PsKill – PsList – PsLoggedOn – PsLogList – PsPasswd – PsPing – PsService – PsShutdown – PsSuspend – PsTools – RAMMap – RegDelNull – RegHide – RegJump – RegMon – Rootkit Revealer – Registry Usage (RU) – SDelete – ShareEnum – ShellRunas – Sigcheck – Streams – Strings – Sync – Sysmon – TCPView – VMMap – VolumeID – WhoIs – WinObj – ZoomIt Usuários que querem maior comodidade podem baixar o Windows System Control Center. Este software, que é gratuito para uso pessoal, organiza todos os utilitários da Sysinternals Suite e Sysinternals Live em categorias para facilitar seu uso e também busca atualizações para eles automaticamente. O Windows System Control Center também inclui suporte para os utilitários da NirSoft e está disponível para download aqui em duas versões: portátil (não requer instalação) e padrão. Windows System Control Center é um software gratuito que organiza todos os utilitários da Sysinternals Suite e Sysinternals Live em categorias para facilitar seu uso e também busca atualizações para eles automaticamente O post Sysinternals Suite build 2018.10.22 apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
  6. A Microsoft disponibilizou para download nesta semana o Microsoft SQL Server Migration Assistant v7.11. Disponível para MySQL, SAP Adaptive Server Enterprise (ex-Sybase), Oracle Database, IBM DB2 e Access, o Microsoft SQL Server Migration Assistant é uma ferramenta gratuita que simplifica o processo de migração destes produtos para o SQL Server e Azure SQL. A ferramenta automatiza todos os aspectos da migração. A versão 7.11 inclui o suporte para: – Migração do MySQL 4.1 e posteriores para todas as edições do SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017, SQL Server 2019 e Azure SQL DB. – Migração do Access 97 e posteriores para todas as edições do SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017, SQL Server 2019 e Azure SQL DB. – Migração do SAP Adaptive Server Enterprise (ex-Sybase) 11.9 e posteriores para todas as edições do SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017, SQL Server 2019 e Azure SQL DB. – Migração do Oracle Database 9.0 e posteriores para todas as edições do SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017, SQL Server 2019, Azure SQL DB e Azure SQL Data Warehouse. – Migração do IBM DB2 9.0 e 10.0 no z/OS e das versões 9.7 e 10.1 no Linux/Unix/Windows para o SQL Server 2012, SQL Server 2014, SQL Server 2016, SQL Server 2017,SQL Server 2019 e Azure SQL DB. Baixe o Microsoft SQL Server Migration Assistant v7.11: – Download da versão 7.11 para MySQL – Download da versão 7.11 para Access – Download da versão 7.11 para SAP Adaptive Server Enterprise (ex-Sybase) – Download da versão 7.11 para Oracle Database – Download da versão 7.11 para IBM DB2 O Microsoft SQL Server Migration Assistant v7.11 é compatível com o Windows 10, Windows 7, Windows 8, Windows 8.1, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012, Windows Server 2012 R2 e Windows Server 2016. Ele também requer o .NET Framework 4.5.2 ou posterior. As páginas de download também listam alguns requisitos específicos, como MySQL Connector/ODBC e SAP ASE OLEDB/ADO.Net/ODBC provider. O post Microsoft SQL Server Migration Assistant v7.11 apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
  7. Baboo

    Paint.NET v4.1.2

    O Paint.NET v4.1.2 é um popular editor de imagens para Windows com suporte para diversos recursos. O software foi desenvolvido originalmente como uma alternativa ao Microsoft Paint. Ele possui uma interface intuitiva, inclui suporte para uma grande variedade de plug-ins (confira os disponíveis aqui), suporta abertura e edição de múltiplas imagens, suporta o uso de camadas, suporta múltiplos formatos, incluindo PNG, TGA, BMP e GIF, e mais. Outro detalhe é que mesmo sem os plug-ins o software já traz diversos efeitos e filtros. Paint.NET v4.1.2 Gratuito, o Paint.NET v4.1.2 está disponível para download aqui e é compatível com o Windows 7 SP1 e posteriores. Ele também requer o .NET Framework 4.7.1 e para usuários do Windows 7, ele requer a Atualização de Plataforma lançada em 2013. Ele também está disponível para download na Microsoft Store, mas a versão disponível na loja custa R$ 13,45*. *Preço promocional por tempo limitado. O preço normal é R$ 26,45. De acordo com o changelog publicado aqui, a versão 4.1.2 traz correções para as vulnerabilidades CVE-2018-18446 e CVE-2018-18447. Por causa disso, é recomendável que os usuários atualizem para a nova versão o mais rápido possível. Esta versão também traz melhorias na performance durante a inicialização do software e correções para múltiplos bugs. Software possui uma interface intuitiva, inclui suporte para uma grande variedade de plug-ins, suporta abertura e edição de múltiplas imagens, suporta o uso de camadas, suporta múltiplos formatos, incluindo PNG, TGA, BMP e GIF, e mais O post Paint.NET v4.1.2 apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
  8. A ESET disponibilizou para download nesta semana o NOD32 antivírus v12.0.27.0. O ESET Smart Security Premium v12.0.27.0 e o ESET Internet Security v12.0.27.0 também estão disponíveis. A versão 12 faz parte da linha 2019 de soluções de segurança da ESET. Além de oferecer proteção antivírus, o NOD32 também oferece recursos como antispyware, anti-phishing, Gamer Mode, verificação baseada na nuvem, proteção contra ataques baseados em scripts, UEFI Scanner* e bloqueador de exploits. O ESET Internet Security oferece os recursos do NOD32 e extras como proteção para interne banking e pagamentos online, firewall, AntiSpam, proteção contra ataques via rede, proteção contra botnets, controles parentais, proteção para webcams e proteção para redes domésticas. Por último, o ESET Smart Security Premium oferece os mesmos recursos do NOD32 e do Internet Security e extras como tecnologia antifurto, gerenciador de senhas e proteção para tablets e dispositivos móveis. Confira uma tabela comparando os três aqui. *Protege contra ameaças que atacam seu computador em nível mais profundo, mesmo antes do Windows ser iniciado. Baixe o ESET NOD32 antivírus v12.0.27.0, Smart Security Premium v12.0.27.0 e Internet Security v12.0.27.0 Os usuários podem instalar a versão v12.0.27.0 do NOD32 antivírus, Smart Security Premium e Internet Security fazendo o download dos instaladores aqui*, aqui* e aqui*. *O instalador Web é oferecido por padrão. Clique em Advanced download no painel do lado direito da página para baixar os instaladores offline: De acordo com o changelog na página de download, a versão 12.0.27.0 inclui o Programa de Indicação, onde o usuário pode estender o período de sua licença gratuitamente em até seis meses indicando as soluções de segurança da ESET para amigos: A nova versão também traz melhorias no assistente de ativação, correções para múltiplos bugs e outras novidades. O post ESET NOD32 antivírus v12.0.27.0 apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
  9. Baboo

    Fórum do BABOO 2018

    Não havia NENHUM propósito em polemizar (se houvesse, essa área seria mantida pois fazia muito sucesso) e o mesmo acontece no YouTube, aonde só há "polêmica" quando algum internauta vem fazer mimimi - e nesse caso a discussão acaba rapidamente pois não tenho tempo nem interesse em perder tempo com besteiras..
  10. Depois de meses em Preview, a Microsoft anunciou hoje a disponibilidade da versão final do Exchange Server 2019. Ele está disponível somente no portal Microsoft Volume Licensing Service Center. Microsoft Exchange Server 2019 De acordo com o anúncio da Microsoft, as novidades no Exchange Server 2019 incluem o suporte para Instalação no Windows Server Core 2019*, melhorias na performance, suporte para instalação em sistemas com até 48 núcleos de processamento e 256GB de memória RAM e mais. Com o lançamento da versão 2019, o Outlook Web App foi rebatizado como Outlook na Web e continua a permitir que os usuários acessem sua caixa de correio do Exchange por praticamente qualquer navegador. Os navegadores da Web com suporte para o Outlook na Web no Exchange Server 2019 são o Microsoft Edge, o Internet Explorer 11 e as versões mais recentes do Mozilla Firefox, do Google Chrome e do Apple Safari. A interface do usuário anterior do Outlook Web App foi atualizada e otimizada para tablets e smartphones, além de computadores desktop e laptops. A documentação oficial do Exchange Server 2019, incluindo a lista com todas as novidades nesta versão já está disponível aqui. *O suporte para instalação no Windows Server 2019 com a experiência de desktop completa também está disponível, mas a Microsoft recomenda a instalação no Server Core. O post Microsoft anuncia disponibilidade do Exchange Server 2019 apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
  11. De acordo com relatos de usuários no Reddit, um bug no Windows 10 October 2018 Update afeta a extração de arquivos compactados. Bug no Windows 10 October 2018 Update afeta extração de arquivos compactados Mais especificamente, o bug faz com que a caixa de diálogo pedindo a confirmação quando o usuário deseja substituir os arquivos com mesmo nome pelos arquivos sendo extraídos não seja exibida. Na imagem abaixo é possível ver a caixa de diálogo exibida corretamente: É importante destacar que se o usuário utiliza um software de terceiros para compactar/descompactar arquivos, como o 7-Zip, ele não terá este problema. Ele só o corre em sistemas onde o usuário faz uso do suporte nativo para arquivos .zip do Windows 10 October 2018 Update. O bug foi reportado através do aplicativo Feedback Hub meses atrás por participantes do Windows Insider Program, mas ele ainda não foi corrigido no Windows 10 October 2018 Update. Já para quem está testando o build mais recente do Windows 10 19H1 (o build 18262), o problema foi corrigido. O post Bug no Windows 10 October 2018 Update afeta extração de arquivos compactados apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
  12. A Microsoft disponibilizou hoje para download o Microsoft Safety Scanner v1.0.3001.0 (build 1.279.286.0), versão atualizada da sua ferramenta de verificação projetada para localizar e remover malware de computadores com Windows. Basta baixá-lo e executar uma verificação para localizar malware e tentar reverter as alterações feitas por ameaças identificadas. O Safety Scanner só verifica quando executado manualmente e está disponível para uso 10 dias após o download. A Microsoft recomenda que você sempre baixe a versão mais recente dessa ferramenta antes de cada verificação. Observação: O Microsoft Safety Scanner NÃO substitui um software antivírus. Para ajudar a proteger seu computador, use um software antivírus e mantenha-o sempre atualizado. Baixe o Microsoft Safety Scanner v1.0.3001.0 (build 1.279.286.0) A versão atualizada do Microsoft Safety Scanner está disponível para download aqui em versões 32 e 64 bits e pode ser usado no Windows 10, Windows 8/8.1, Windows 7, Windows Server 2016, Windows Server 2012 R2, Windows Server 2012, Windows Server 2008 R2 e no Windows Server 2008. Imagens da ferramenta: O Safety Scanner só verifica quando executado manualmente e está disponível para uso 10 dias após o download. A Microsoft recomenda que você sempre baixe a versão mais recente dessa ferramenta antes de cada verificação O post Microsoft Safety Scanner v1.0.3001.0 (build 1.279.286.0) apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
  13. Nos últimos anos hackers vêm abusando de uma falha no plugin jQuery File Upload para tomar o controle de servidores vulneráveis. Falha no plugin jQuery File Upload vem sendo explorada há mais de três anos O plugin é um dos mais populares no GitHub e já foi integrado em milhares de outros projetos, como soluções de intranet, sistemas de gerenciamento de conteúdo para sites, plugins do WordPress e muitos outros. O pesquisador de segurança Larry Cashdollar, do Akamai SIRT (Security Intelligence Response Team), descobriu no início deste ano uma vulnerabilidade no plugin que lida com o envio de arquivos para servidores PHP. Cashdollar disse que os atacantes podem abusar desta vulnerabilidade para enviar arquivos maliciosos como backdoors e web shells para os servidores. O pesquisador confirmou que esta vulnerabilidade já vem sendo explorada ativamente bem antes de 2016 e descobriu diversos vídeos no YouTube contendo tutoriais explicando como explorar a falha no plugin jQuery File Upload para tomar o controle de servidores. Um dos vídeos encontrados por ele foi publicado no site de vídeos do Google em agosto de 2015. A vulnerabilidade identificada como CVE-2018-9206 afeta todas as versões do plugin jQuery File Upload anteriores à 9.22.1. Na imagem abaixo é possível ver o exploit prova-de-conceito criado pelo pesquisador: Cashdollar notificou o criador do plugin no início deste mês e sua investigação mostrou que a verdadeira fonte da vulnerabilidade não está no código do plugin em si, mas em uma mudança no Apache Web Server feita em 2010 que afetou indiretamente o comportamento do plugin em servidores Apache. Em 23 de novembro de 2010, cinco dias antes da primeira versão do plugin jQuery File Upload ser lançada, a Apache Foundation lançou a versão 2.3.9 do servidor Apache HTTPD. Esta versão introduziu uma mudança que impactou sua segurança – a opção para permitir que proprietários dos servidores ignorem configurações de segurança personalizadas feitas para pastas individuais via arquivos .htaccess. Esta opção foi habilitada por padrão na versão 2.3.9 e em todas as outras depois dela. Sem saber da mudança feita pela Apache Foundation, o plugin jQuery File Upload foi criado para fazer uso de um arquivo .htaccess personalizado para impor restrições de segurança na pasta para onde os arquivos são enviados – restrições que foram ignoradas porque a opção para ignorar estes arquivos foi habilitada por padrão. Acesse repositório do plugin no GitHub clicando aqui para mais informações sobre ele e para obter a versão mais recente. O post Falha no plugin jQuery File Upload vem sendo explorada há mais de três anos apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
  14. A Bitdefender disponibilizou para download uma nova ferramenta para ajudar vítimas do ransomware GandCrab. Um detalhe é que esta nova ferramenta só pode ser usada por vítimas localizadas na Síria. A ferramenta pode ser usada para recuperar arquivos bloqueados pelas versões 1, 2, 3, 4 e 5 do ransomware. O que é um ransomware? Ransomware é um tipo de malware que restringe o acesso ao sistema ou certos arquivos e cobra um valor de “resgate” para que o acesso possa ser restabelecido. Exemplos conhecidos incluem o CryptoLocker, CryptoWall, CTBLocker, CoinVault e Bitcryptor. Ferramentas para desbloquear arquivos criptografados por este tipo de ameaça também estão disponíveis no portal No More Ransom. O portal foi lançado pela Unidade de Crime de Alta Tecnologia da Polícia Holandesa, European Cybercrime Centre (EC3) da Europol e duas empresas de cibersegurança – a Kaspersky Lab e a McAfee. Acesse o portal clicando aqui. Bitdefender disponibiliza nova ferramenta para ajudar vítimas do ransomware GandCrab A ferramenta disponibilizada pela Bitdefender faz uso de cerca de 1.000 chaves de descriptografia que foram disponibilizadas pelo grupo por trás do ransomware GandCrab. A ferramenta está disponível para download abaixo: Download – GandCrab Decryption Tool v1.1 Mais uma vez, é importante destacar que esta ferramenta específica não funciona para vítimas do ransomware GandCrab localizadas fora da Síria. Isto não impede que vítimas em outras regiões tentem usá-la, mas não há garantias de que seja possível recuperar os arquivos. O post Bitdefender disponibiliza nova ferramenta para ajudar vítimas do ransomware GandCrab apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
  15. A Microsoft anunciou nesta semana no blog Enterprise Mobility + Security a disponibilidade da Atualização 1810 para System Center Configuration Manager Technical Preview. A versão Technical Preview foi disponibilizada para testes em abril de 2016 e desde então ela recebeu diversas atualizações que introduziram melhorias e novos recursos. Atualização 1810 para System Center Configuration Manager Technical Preview De acordo com o anúncio da Microsoft, a Atualização 1810 para System Center Configuration Manager Technical Preview traz correções de bugs e introduz a Management Insights Dashboard. A página inicial da dashboard permite que você visualize imediatamente regras que requerem sua atenção imediata e regras concluídas. O sistema de classificação de prioridade ajuda você a decidir quais regras investigar primeiro ao categorizá-las com diferentes níveis de importância – indo desde Optional, passando por Recommended, até Critical. Você pode personalizar quais regras são exibidas na dashboard, agrupá-las de acordo com a prioridade e mais: A Atualização 1810 para System Center Configuration Manager Technical Preview também traz melhorias na manutenção de drivers, novo nó com documentação sobre o System Center Configuration Manager, novo modelo de sequência de tarefas para atualização de dispositivos existentes com Windows 10 usando provisionamento moderno com o Windows AutoPilot e mais. O changelog completo está disponível aqui. A Atualização 1810 está disponível através do console do Configuration Manager. Para novas instalações, baixe a versão 1810 Technical Preview no Microsoft Evaluation Center clicando aqui. Microsoft System Center Technical Preview Os componentes disponibilizados como parte do Microsoft System Center Technical Preview são: • Configuration Manager • Endpoint Protection O System Center Configuration Manager ajuda a TI a gerenciar PCs e servidores, mantendo o software atualizado, definindo políticas de configuração e segurança e monitorando o status do sistema enquanto os funcionários recebem acesso a aplicativos corporativos nos dispositivos de sua preferência. Com o Configuration Manager integrado ao Microsoft Intune, você pode gerenciar PCs, Macs e servidores UNIX/Linux conectados pela empresa junto com dispositivos móveis com base na nuvem que estejam executando o Windows, o Windows Phone, o iOS e o Android, tudo a partir de um único console de gerenciamento. O System Center Endpoint Protection protege sistemas operacionais de cliente e servidor contra as mais recentes ameaças de malware. Ele foi criado com base no System Center Configuration Manager, fornecendo aos clientes uma infraestrutura unificada para o gerenciamento da segurança e da conformidade de clientes. Esta versão Technical Preview inclui o suporte ao Windows 10 com recursos existentes do Configuration Manager e Endpoint Protection, bem como aprimoramentos adicionais para implantações de sistema operacional, gerenciamento de atualizações de software, gerenciamento de dispositivos e muito mais. O post Atualização 1810 para System Center Configuration Manager Technical Preview apareceu primeiro em BABOO. Ler artigo completo
×