Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''ssd''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • PRINCIPAIS
    • Windows 10
    • Serviço de remoção de vírus e malwares
    • Segurança
    • Vídeos do BABOO
    • Como utilizar este fórum
  • WINDOWS
    • Windows 8 e Windows 8.1
    • Windows 7
    • Windows XP e Vista
    • Azure, Windows Server 2016 e 2012/R2
    • Windows Server 2008/R2 e anteriores
  • WINDOWS SERVER
  • HARDWARE
    • Hardware Geral
    • Notebooks
    • Redes
    • Compra e Venda
  • SOFTWARE
    • Microsoft Office
    • Virtualização
    • Multimídia (Áudio e Vídeo)
    • Design
    • Navegadores, E-mail, Skype...
    • Programas em geral
    • Jogos
    • Desenvolvimento
  • BABOO
    • BABOO Profissional
    • BABOO Administração

Cats

  • Keywords

Foram encontradas 60 postagens

  1. VÍDEO PUBLICADO DIA 10/SET/17 A transcrição deste vídeo será postada nos próximos dias..
  2. Otimização de SSD A FUNDO - Parte 1

    VÍDEO PUBLICADO DIA 16/JUN/17 Confira a primeira parte uma análise profunda e detalhada sobre otimização de SSD. Neste vídeo você aprenderá sobre desfragmentação, tempo de vida útil de um SSD e backup. Links relacionados a este vídeo: Teste de durabilidade de SSD do site The Tech Report SSDLife Portable Curioso Caso da Desfragmentação de SSD no BABOO Relatório sobre uso de SSD nos datacenters do Facebook Relatório sobre uso de SSD nos datacenters do Google PerfectDisk Defraggler Clique nas imagens abaixo para assistir o vídeo diretamente na parte abordada na imagem Hoje eu vou abordar otimização de SSD A FUNDO e esse tema está dividido em dois vídeos. Neste primeiro vídeo eu explico três tópicos FUNDAMENTAIS que você PRECISA saber sobre SSD para você entender mais a fundo sobre otimização do WINDOWS no uso do SSD. Estes tópicos constroem a base do conhecimento necessário para você saber o que é mito e o que é verdade, na otimização de um SSD. Otimização de SSD A FUNDO - Parte 1 No segundo vídeo eu abordarei em detalhes as principais dicas que os "especialistas" da internet falam sobre otimização de SSD, e também dou várias dicas e sugestões que REALMENTE funcionam para você alcançar a performance máxima do seu SSD. É importante que você assista este primeiro vídeo para evitar que você tenha dúvidas no segundo vídeo que você não teria se você tivesse assistido este vídeo. Antes de mais nada, o que é SSD? SSD é o Disco de Estado Sólido (1) (Solid State Disk), que a grosso modo é um HD feito de pentes de memória, que ao contrário da memória RAM, ele não perde os dados quando você desliga o computador, da mesma maneira que um pendrive ou um cartão de memória de câmera fotográfica ou de filmadora. O SSD é um "pendrive gigante" que substitui com vantagens o HD tradicional, pois ao contrário do HD, o SSD não tem peças móveis, não faz barulho, ele não esquenta, e consome muito pouca energia. E a MAIOR vantagem dele é obviamente a velocidade. Vantagens do uso do HD e SSD Enquanto um HD precisa de cerca de 10 milésimos de segundo para encontrar um arquivo, um SSD é em média 100 vezes mais rápido. E na hora de salvar o arquivo, o SSD é entre 4x e 10x mais rápido do que um HD. A única desvantagem do SSD é que ele é mais caro do que um HD tradicional. PRIMEIRA DÚVIDA: POSSO DESFRAGMENTAR O SSD? Resposta: SIM. Quando os programas de desfragmentação detectam um SSD, eles não desfragmentam os arquivos dali: na verdade eles otimizam o espaço livre, que na prática ajuda o TRIM, que é um comando utilizado pelo SSD para definir quais blocos podem ser utilizados e quais não podem ser utilizados. Mas se você quiser desfragmentar um SSD como você faz com um HD, você PODE fazer isso sem problema algum, embora nem sempre isso seja útil. Isso não vai danificar o SSD, a diminuição da vida útil dele é IRRISÓRIA, como eu mostrarei a seguir, e você não precisa se preocupar com isso. Embora a tecnologia do SSD torne a sua desfragmentação tecnicamente desnecessária, existe uma situação aonde a desfragmentação do SSD é justificável. Há alguns anos, eu migrei o servidor do Fórum do BABOO para um hardware superpotente que tinha 1TB de SSD em RAID 10, 96 GB de memória RAM, e o fórum "voava baixo". Tudo era ridiculamente rápido, tarefas internas eram muito rápidas: eu podia copiar pastas e arquivos entre partições a 900 MB/s e eu estava feliz da vida. Daí algumas semanas depois, o fórum começou a ficar mais lento. PerfectDisk: desfragmentação de SSD O carregamento das páginas ficou mais lento, a cópia de arquivo idem, e eu não entendi o porquê. Então eu rodei o PerfectDisk, que é o programa de otimização de disco que eu uso nos servidores do BABOO, e ali eu pedi pra ele analisar o que estava acontecendo. Ele encontrou 480 MIL fragmentos de arquivos. Eu sabia que era SSD, então resolvi utilizar a opção de OTIMIZAR o disco, que é ideal para SSD. Ele otimizou, mas nada mudou. Então eu resolvi fazer um teste: eu fiz o backup desta partição, e configurei o PerfectDisk para desfragmentar o SSD como se fosse um HD. Ele informou que isso não é recomendável, eu dei OK, ele começou a desfragmentação, e uma hora depois o SSD estava totalmente desfragmentado com 600GB de arquivos ali. E, para minha surpresa, o fórum voltou a ficar super-rápido, as tarefas internas também, as cópias de arquivos idem, e tudo voltou ao que era antes. Aí fica a pergunta: então é conversa-fiada que eu não posso desfragmentar um SSD de maneira normal? Para analisar essa questão de mais a fundo, eu contatei a Raxco, que é a criadora do PerfectDisk, e eles me colocaram em contato com Greg Hayes, que é o principal especialista de otimização e sistemas de arquivos da Raxco, e que entre 2003 e 2007 ele foi Microsoft MVP da área de File System. Ele me explicou que teoricamente a fragmentação do SSD não afeta a performance do computador, MAS se tiver um nível de fragmentação absurdo, a controladora do SSD não dá conta disso, a daí ela se torna um grande gargalo para o computador. Controladora do SSD é gargalo quando há muita fragmentação Embora o SSD acesse os dados em pentelhésimos de segundos, e por isso você não precisa desfragmentar, se a fragmentação tiver muito alta, a controladora não dá conta disso, e isso afeta o computador independentemente do SSD, da controladora, da quantidade de memória RAM ou do cache em disco. Então a dica é: se o seu SSD estiver EXTREMAMENTE fragmentado e a otimização do SSD não deixou ele mais rápido, você PODE desfragmentar o SSD como se fosse um HD comum. Ele vai ficar mais rápido, embora vá diminuir um pentelhésimo a vida útil dele, algo que eu vou abordar nos próximos tópicos. Então faça isso e você verá a diferença. É VERDADE QUE O SSD TEM UM LIMITE DE VIDA ÚTIL? SIM, ele tem, o HD também tem, pois eles não vão durar para sempre, mas a imensa maioria das pessoas comete o erro de achar que o SSD vai pifar na semana que vem, no mês que vem ou no ano que vem se você ficar utilizando-o muito. Isso está completamente errado! Os fabricantes de SSD informam o TBW, o Total Bytes Written, que é o total de bytes escritos, que na prática é o total de terabytes de dados que serão escritos nesse drive antes dele perder a garantia. Cálculo simples de uso diário de um SSD baseado no TBW e tempo de garantia Isso não significa que o drive vai pifar logo em seguida, somente que a garantia dele vai acabar. Por exemplo: o Kingston V300 de 120 GB tem garantia de 3 anos e tem um TBW e 64 TB, de acordo com o site da Kingston. Isso indica de depois de você salvar 64 TB de dados nesse SSD, ele perderá a garantia. Para você saber quanto que é isto por dia, basta aplicar uma fórmula simples: é saber o TBW, multiplicar por 1000 e dividir por 365 vezes o número de anos da garantia: TBW x 1000 -------------------------------- 365 x anos de garantia No caso do Kingston V300: 64 x 1000 ---------------- = 58,4 GB por dia 365 x 3 Então esse drive suporta 58,4 GB de dados salvos por dia nele ininterruptamente durante 3 anos até que a garantia dele acabe. Segundo exemplo: o Samsung EVO 850 de 256 GB, que tem um TBW de 75 TB e 5 anos de garantia de acordo com o site da Samsung: 75 x 1000 ---------------- = 41 GB por dia durante 5 anos seguidos. 365 x 5 Traduzindo isso de uma maneira que você compreenda: se você entrar no Defraggler, no seu drive de SSD que tem 120GB e ele te informar que existem 30GB de arquivos fragmentados: se você desfragmentar esse drive TODOS OS DIAS durante 3 anos seguidos, mesmo assim ele não atingirá a METADE da vida útil dele. SSDLife mostra quando seu SSD perderá a garantia, mas ele pifará muito depois.. Para você saber quantos TB o seu SSD já escreveu e qual é a data de vencimento da garantia baseado no TBW, você pode utilizar a versão portátil do SSDLife que não precisa de instalação. E é importante você saber que a data informada não indica que o seu SSD pifará em seguida: ele indicando apenas o final da garantia dele e certamente ele vai pifar muuuuuito depois disso. O mais incrível não é nem isso: em 2013 o site The Tech Report fez um teste MUITO interessante. Eles pegaram seis drives SSD, sendo um da Corsair, um da Intel, dois da Kingston, e dois da Samsung, e colocaram eles escrevendo dados ininterruptamente até que eles pifassem. Para você ter uma ideia, esse teste durou quase 19 MESES para ser finalizado, que foi o tempo necessário até que o último SSD pifasse. Isso significa que esse SSD precisou mais de 13 MIL HORAS de escritas contínua antes dele pifar. Qual foi o resultado desse teste? Eu criei essa tabela baseada nos resultados no teste da The Tech Report para você compreender melhor o que acontece. Como você pode ver, o Kinsgton HyperX 3K foi o primeiro a pifar. O TBW dele é de 153 TB, mas ele durou 5 VEZES mais do que o tempo de garantia estabelecido pela própria Kingston. O curioso é que esse mesmo drive durou 3 VEZES mais quando a compressão de dados nativa da controladora estava ativada. Resultado do teste de durabilidade de seis SSD O Corsair Neutron tem um TBW de 75 TB, mas ele pifou depois de escrever um petabyte e meio (1,5 PB) que são 1.500 TB, ou seja, ele durou 20 VEZES mais do que o tempo de garantia estabelecido pela própria Corsair. E o campeão foi o Samsung EVO 840 Pro que durou 33 VEZES mais do que o tempo de garantia estabelecida pela própria Samsung: o TBW dele é de 75 TB, mas ele pifou somente depois de escrever inacreditáveis dois e meio petabytes (2,5 PB) ou 2.500 terabytes (TB). E detalhe importante: esses SSD são de 4 anos atrás, sendo que os novos certamente são ainda mais robustos, pois a tecnologia do SSD continua evoluindo. Só como comparação, o SSD mais avançado hoje em dia, o Samsung 960 Pro, tem um TBW de 1200TB. Bom, se ele tiver o mesmo resultado que o EVO 840 Pro teve no teste da The Tech Report, certamente seus netos ainda estarão utilizando este drive. A conclusão disso é que embora o SSD tenha um tempo de vida útil, ele é absurdamente alto e você não precisa ficar mendigando o número de bytes escritos no SSD, ou pior: desabilitar funcionalidades do Windows por causa disso. É NECESSÁRIO FAZER BACKUP DO SSD? SIM, você precisa fazer pois eu tenho visto muita gente que migrou de HD para SSD e acha que não precisa fazer mais backup porque o SSD é novo, a tecnologia é nova, e ele nunca vai pifar. Isso é um ERRO! O Facebook foi uma das primeiras empresas a utilizar maciçamente o SSD nos seus datacenters e em 2015 eles disponibilizaram um relatório sobre as falhas desse tipo de drive. Embora o SSD deles seja diferente do modelo para consumidores que é o que tem no seu computador e no meu, é interessante saber que eles descobriram que o SSD é extremamente sensível a temperatura: quanto mais quente, mais ele pifa. Além disso, quanto mais dados forem escritos, mais energia ele consome e mais problemas aparecem. Relatório de uso do SSD em datacenter pelo Facebook e Google Em 2016 o Google também publicou um relatório com os resultados do uso de SSD em seus datacenters e revelou dois fatos interessantes. Primeiro: SSD pifa muito mais do que HD, e em segundo o SSD gera muito mais erros, embora o usuário não perceba, pois o SSD faz a autocorreção. Então a conclusão é que você NÃO PODE deixar de fazer backup pelo simples fato de você estar utilizando um SSD. ERRATA (1) SSD é Solid State Drive e não Solid State Disk
  3. Otimização de SSD A FUNDO - Parte 3

    VÍDEO PUBLICADO DIA 30/JUN/17 Confira as 10 dicas que REALMENTE funcionam para deixar o seu SSD mais rápido, além de uma análise técnica de cada uma delas. Este é o terceiro e último vídeo do tema Otimização de SSD A FUNDO, e é recomendável você assistir os dois primeiros vídeos. Links úteis deste vídeo: Relatório da Samsung sobre OP Artigo da Microsoft sobre alinhamento de partição MiniTool Partition Wizard Free Edition Clique nas imagens abaixo para assistir o vídeo diretamente na parte abordada na imagem Esta é a terceira e última parte do vídeo Otimização de SSD A FUNDO. No primeiro vídeo eu abordei sobre desfragmentação, vida útil e backup de SSD, e no segundo vídeo eu abordei as 10 principais dicas inúteis dos "guias de otimização de SSD" que existem por aí. Se você não assistiu esses vídeos, eu sugiro você assistir para evitar que tenha dúvidas nesse vídeo que você não teria se você tivesse assistido os outros dois vídeos. BABOO: Otimização de SSD - Parte 3 Neste vídeo eu abordarei 10 dicas que REALMENTE melhoram a velocidade do Windows e do SSD, ou seja, você VAI PERCEBER que o seu Windows e SSD estão mais rápidos. Se você duvida disso, pois você aplicou as dicas de algum "guia de otimização de SSD" da internet e obviamente não serviu para nada, eu sugiro você fazer um teste de velocidade antes e depois da aplicação dessas dicas para se certificar que o ganho de performance é verdadeiro e real. Um detalhe importante é que embora essas dicas tenham sido testadas e aprovadas sob Windows, na prática elas também servem se você estiver utilizando Linux ou MacOS pois muitas delas independem do sistema operacional utilizado. Aí vão as 10 dicas que você estava aguardando, começando pela mais básicas e simples até a última, que é mais técnica. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 1 A primeira dica é básica: evite entupir o seu SSD. O ideal é que ele tenha no mínimo 40% de espaço livre - e se ele tiver menos de 10% você PRECISA URGENTEMENTE apagar arquivos desnecessários dali senão ele ficará ABSURDAMENTE lento. A primeira dica de otimização de SSD é básica: evite entupir o seu SSD! OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 2 A segunda dica também é básica: apague os arquivos temporários com o CCleaner, e, se a fragmentação estiver muito alta, desfragmente-o como se fosse um HD normal sem se preocupar com a vida útil, conforme eu abordei em detalhes no primeiro vídeo. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 3 A terceira dica é confirmar que o TRIM está ativado. O TRIM é um comando enviado ao SSD que informa quais blocos de memória podem ser utilizados, e é importantíssimo que ele esteja ativado para o SSD obter a melhor performance possível. verificar se o TRIM está ativado, abra uma janela de Prompt de Comando (Admin), digite o comando fsutil behavior query DisableDeleteNotify e tecle <ENTER>. Se o DisableDeleteNotify for zero, isso indica que o TRIM está ativado, mas se o resultado for 1, isso indica que ele não está ativado e para ativá-lo basta digitar o comando fsutil behavior set DisableDeleteNotify 0 e teclar <ENTER>. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 4 A quarta dica também é simples e é focada em usuários de desktop (ela não funciona se você estiver utilizando um notebook, ultrabook ou tablet): confirme que cabo do SSD está ligado ao conector SATA 3 da placa-mãe. De nada adianta você comprar um SSD ultramoderno e rápido e conectá-lo a uma porta SATA que limita a velocidade dele. Enquanto um drive SSD consegue transferir entre 200 e 300 MB/s se ele for conectado a uma porta SATA 2, esse limite praticamente dobra quando ele é conectado a uma porta SATA 3. Então de nada adianta você comprar um SSD que pode transferir arquivos a mais de 500MB/s e conectá-lo a uma porta SATA que impedirá que ele atinja essa velocidade. Um detalhe interessante é que existe uma imensa diferença entre testes de performance e uso REAL do SSD quando você faz essa mudança. Se o seu SSD é SATA 3 e ele estiver conectado a uma porta SATA 2, mesmo que você conecte seu SSD na porta SATA 3 não significa que ele automaticamente ficará duas vezes mais rápido. O ganho REAL varia muito e normalmente é bem menor do que o dobro de velocidade que você acha que terá. Exemplo prático: um SSD SATA 3 ligado em uma porta SATA 2 precisa de 1 minuto e 15 segundos para copiar um arquivo de 16GB. Esse mesmo SSD SATA 3 conectado a uma porta SATA 3 copiará o mesmo arquivo em pouco menos de um minuto. Mas backup e tempo de boot não fazem muita diferença se ele está conectado em SATA 3 ou SATA 2. Independentemente disso, é importante verificar se o seu SSD está conectado na porta SATA 3 para permitir que ele trabalhe o mais rápido possível. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 5 A quinta dica é confirmar que a controladora SATA está configurada como AHCI ao invés de IDE, pois o AHCI aumenta muito a performance de qualquer disco conectado a ela, seja SSD ou HD. Para saber se o seu PC está usando AHCI, entre no Gerenciador de Dispositivos > Controladores IDE e veja ali. Se não estiver, você precisa mudar a configuração para AHCI. Para fazer isso, infelizmente alguns “especialistas” indicam a alteração da chave do Registro HKLM\System\CurrentControlSet\Services\Msahci e a reinicialização do Windows, para depois descobrirem que inexplicavelmente na maioria das vezes o Windows não boota mais depois de fazer isso. Isso acontece pois essa alteração no Registro é apenas UMA de várias alterações necessárias no Registro para o Windows detectar corretamente a mudança para AHCI. Além dessa solução ser incompleta, ela serve como ótimo exemplo que o Registro só deve ser acessado por quem realmente saiba o que fazer ali, felizmente essa chave MSAHCI não existe mais no Windows 10. A maneira correta de alterar de IDE ou RAID para AHCI é a seguinte: entre no MSCONFIG, configure o computador para reiniciar em Modo de Segurança e reinicie o Windows. Daí você acessa a BIOS do computador, altera o acesso a disco de IDE para AHCI, salva e reinicia o PC. O Windows vai reiniciar em Modo de Segurança (pois você configurou isso no MSCONFIG). Daí você entra nele novamente, desclica a Inicialização segura, clica em OK e reinicia o Windows. Quando ele voltar, ele estará funcionando com AHCI. Antes de você fazer isso, detalhe MUITO importante: você deve fazer isso logando em uma conta LOCAL do Windows. Não faça isso usando uma conta Microsoft ou se você faz login com PIN. Se você não tem uma conta local, crie uma, siga a dica que eu dei para mudar de IDE ou RAID para AHCI, e depois apague a conta local que você criou. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 6 A minha sexta dica é: inacreditavelmente, não atualize o driver da controladora. Não, eu não fiquei louco.. normalmente atualizar o driver de qualquer periférico é fundamental para ele funcionar mais rápido, mas existe uma exceção a essa regra: o driver da controladora AHCI. O Windows vem com um driver padrão de AHCI, que funciona perfeitamente, e atualizar o driver da controladora pode interferir em funcionalidades específicas do fabricante de SSD que aumentam muito mais a performance do SSD do que se você simplesmente atualizar o driver da controladora AHCI. Em um dos próximos tópicos eu abordarei os programas de gerenciamento de SSD e a vantagem do uso deles para um ganho EXPRESSIVO de performance. Como os fabricantes de SSD utilizam como referência o driver AHCI original que vem com Windows para desenvolver e testar firmware e funcionalidades no gerenciamento dos seus SSD para deixá-lo mais rápido, usualmente você tem uma performance maior mantendo o driver original do Windows do que atualizando-o para uma build nova ou para uma nova versão em que essa funcionalidade implementada pelo fabricante do SSD não funciona. Embora a atualização de driver da controladora possa aumentar a velocidade de gravação de dados no SSD, na prática esse ganho de performance é imperceptível, principalmente pelo fato do Windows cachear a gravação em disco, que é algo importante manter habilitado conforme eu comentei no vídeo anterior. Então na prática o que acontece? O ganho de velocidade com o programa de gerenciamento de SSD é muito maior do que você simplesmente atualizar o driver da controladora. Essa dica tem duas exceções: primeiro quando o programa de gerenciamento do SSD não tem nenhuma opção de ganho de performance dele, e segundo quando você está usando RAID, pois nesse caso a atualização do driver da controladora pode ser mais benéfico em termos de performance, pois nem todas as opções de ganho de velocidade disponíveis no programa de gerenciamento do SSD funcionam em RAID, pois normalmente elas funcionam somente com AHCI. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 7 A sétima dica é atualizar o firmware do seu SSD. Veja o firmware como o "cérebro" do SSD, que na prática é o programa que controla o funcionamento dele. De tempos em tempos o fabricante do SSD melhora esse programa, e ao instalá-lo no seu SSD, ele pode ficar mais rápido, mais estável e mais confiável. A atualização de firmware é FUNDAMENTAL para obter o melhor desempenho do SSD, e para fazer isso você deve entrar na página de suporte do fabricante do seu SSD e verificar ali se existe alguma atualização de firmware OU aproveitar a próxima dica para fazer isso de uma maneira mais simples. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 8 Oitava dica: todos os fabricantes de SSD disponibilizam um aplicativo para gerenciar o SSD instalado. Embora normalmente eu seja completamente contra a instalação de programas e aplicativos que são aparentemente desnecessários, nesse caso você DEVE instalar esse programa que gerencia o SSD pois o fabricante normalmente disponibiliza alguma funcionalidade específica do SSD para ele funcionar mais rápido – algo que o Windows não tem acesso. A Crucial, por exemplo, tem a opção Momentum Cache que melhora MUITO a performance do SSD porque ele aloca parte da memória RAM que não está sendo utilizada como cache de escrita para o SSD, tornando a velocidade de escrita 10x mais rápida. A Seagate tem o RAPID Mode, que faz a mesma coisa, então você deve entrar no site do fabricante do seu SSD, baixar e testar o aplicativo de gerenciamento do seu SSD e habilitar as opções de aumento de performance. Além disso, como eu citei no item anterior, certamente você também pode atualizar o firmware do seu SSD através desse gerenciador de SSD. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 9 A nona dica é você aumentar o OP (Over Provisioning). OP é um espaço adicional que todo SSD tem para realizar operações extras de escrita, para armazenar o firmware, para buffer, para uso caso apareça algum bad blocks, etc.. Esse espaço ocupa entre 7 e 10% do espaço total do SSD, ou seja, mesmo que o SSD esteja lotado, na prática ele ainda tem entre 7 e 10% de espaço para uso. Aumentar esse espaço livre ajuda muito o SSD a trabalhar mais rápido, principalmente quando ele está utilizando aplicações que exigem bastante escrita – tanto que alguns SSD mais robustos utilizam até 28% de espaço para o OP justamente para que o SSD funcione o mais rápido possível em qualquer situação. Isso acontece pois com um OP maior, o SSD trabalha mais rápido pois ele tem mais espaço para cache, o SSD consegue manter uma excelente performance mesmo em tarefas longas (aonde normalmente há uma queda de performance depois de um tempo), e, por fim, o SSD também trabalha rápido mesmo quando houver muito pouco espaço livre. A própria Samsung mostra que testes internos a mudança de 0% de OP para 28% mais do que TRIPLICOU a velocidade de escrita do SSD. Além disso, uma curiosidade: não fique muito feliz quando você compra um SSD de 256GB e, depois de formatá-lo, você tem praticamente 256GB livres, pois isso indica que o OP dele é inexistente ou baixíssimo, comprometendo a sua velocidade. Em comparação, quando você compra um SSD de 256GB e depois de formatá-lo ele tem 238GB livres, isso indica que ele tem cerca de 7% de OP, e embora ele tenha um pouco menos espaço livre do que o anterior, CERTAMENTE ele é bem mais rápido. Alguns cenários aonde o aumento de OP pode ajudar muito: computadores rodando VMs (máquinas virtuais), estações de edição de vídeo (aonde há uso intensivo de cache), servidores de arquivos (e qualquer servidor em geral) em qualquer tipo de empresa, tarefas que envolvam bastante cópia e conversão de arquivo, etc. E o que você precisa fazer para aumentar o OP? Você deve utilizar o programa de gerenciamento do seu SSD, citado no item anterior. É imprescindível que você saiba que quando você aumenta o OP, você obviamente diminui o espaço livre no seu SSD, então é importante que leve isso em consideração antes de mudar o tamanho dele, pois o PIOR cenário possível para um SSD é quando há muito pouco espaço sobrando. Então aumente o OP somente se o seu SSD tem espaço livre disponível para isso. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 10 E a décima e última dica é verificar se as partições do SSD estão alinhadas, que é algo fundamental se você migrou de HD para SSD. A grosso modo, quando uma partição está alinhada, isso indica por exemplo que um arquivo de 4K será escrito em UM ÚNICO cluster de 4K, MAS quando a partição não está alinhada, esse arquivo de 4K será escrito em DOIS clusters de 4K, pois o arquivo está sendo salvo na posição incorreta. Se você instalou o Windows no SSD, esse problema não acontece, MAS se você migrou o Windows de um HD para um SSD, isso pode acontecer se o aplicativo que você utilizou para fazer essa migração não verificou e corrigiu esse alinhamento de partição. Embora o Windows e o SSD funcionem perfeitamente com partições desalinhadas, isto é, você não terá NENHUM problema de segurança, compatibilidade ou estabilidade, a velocidade de cópia e leitura de dados nesse caso pode ser até 40% menor em comparação a um mesmo SSD funcionando com partições alinhadas. O desalinhamento de partições é algo tão importante, que em 2009 a Microsoft publicou um artigo sobre isso para quem pretende otimizar a performance do SQL Server mostrando que em alguns cenários houve um ganho de performance absurdo, diminuindo uma tarefa de 7 minutos para menos de um minuto. Para verificar se as partições do seu SSD estão alinhadas, execute Informações do Sistema, clique em Componentes > Armazenamento > Discos. Confirme que você está no item Partição Disco #0 Partição #0 e veja o número de bytes listado em “deslocamento inicial da partição”. Se esse número for divisível por 4096, então a partição do seu SSD está alinhada, e se não for, ela está desalinhada. Exemplo: se ali mostra 1.048.576 bytes, divida esse número por 4096 e o resultado é exatamente 256, sem nenhuma casa decimal, indicando que a partição está alinhada. Em outro caso aonde temos 1.050.624 bytes, a divisão por 4096 resulta em 256,5, indicando que a partição está desalinhada. E neste terceiro exemplo, temos 1.049.216 bytes, que dividido por 4096 resulta em 256,15625 indicando também que essa partição está desalinhada. Se a partição do seu SSD estiver desalinhada, existem duas soluções para isso. A primeira é reinstalar o Windows no SSD, algo que os puristas e amantes de TI vão adorar fazer em um domingo chuvoso, mas quem quer ser mais eficiente e rápido, pode usar a segunda opção, que é o aplicativo gratuito de gerenciamento de partições MiniTool Partition Wizard Free Edition. Ali você clica na partição que precisa ser alinhada, escolhe a opção Alinhar e pronto: ela será alinhada. CONCLUSÃO Como você pode ver, é relativamente simples você obter o máximo de performance do seu SSD – e o primeiro passo é ignorar as dicas obsoletas e incorretas desses “guias de otimização do SSD” existentes na internet. Evite também utilizar programas que “otimizam” o SSD como o Tweak-SSD, SSD Tweaker pois na prática eles apenas automatizam as dicas inúteis desses "guias de otimização", além de aplicar outras dicas inúteis, como por exemplo impedir a criação de arquivos no formato 8.3 na partição NTFS, que é algo que só faria algum sentido em servidores que tenham pastas com dezenas ou centenas de milhares de arquivos com nome longo. Por fim, sempre que você se deparar com algum artigo ou vídeo abordando "otimização de SSD" com dicas ilusórias, sugira este vídeo como referência para mostrar como se deve otimizar o SSD da maneira correta e profissional.
  4. Otimização de SSD A FUNDO - Parte 2

    VÍDEO PUBLICADO DIA 23/JUN/17 Confira as 10 dicas inúteis dos "guias de otimização de SSD" que existem por aí, além de uma análise técnica de cada uma delas. Este é o segundo vídeo e penúltima parte do tema Otimização de SSD A FUNDO, e você deve assistir a primeira parte para compreender três fundamentos importantes sobre SSD. Links úteis deste vídeo: Artigo do Sinofsky Clique nas imagens abaixo para assistir o vídeo diretamente na parte abordada na imagem Este vídeo é a segunda parte do vídeo sobre Otimização de SSD A FUNDO. Embora eu tenha dito no primeiro vídeo que esse tema estaria dividido em dois vídeos, durante a criação desse segundo vídeo eu decidi que eu precisaria de um terceiro vídeo pela quantidade de informações envolvidas. Com isso, nesse segundo vídeo eu vou abordar a lista com as 10 dicas e sugestões mais comuns desses "guias de otimização de SSD" e mostrar porquê a imensa maioria dessas dicas não funciona - inclusive algumas delas deixarão o SSD mais lento. No terceiro e último vídeo que será lançado logo após este, eu listo as dicas que REALMENTE fazem o seu SSD trabalhar mais rápido. Embora essas dicas tenham sido testadas e aprovadas sob Windows, na prática elas também funcionam se você estiver utilizando outro sistema operacional, pois muitas delas independem do sistema operacional utilizado. Otimização de SSD A FUNDO - Parte 2 No primeiro vídeo eu abordei sobre desfragmentação, vida útil e backup de SSD, que são conceitos importantes para quem deseja otimizar o SSD. Se você não assistiu a primeira parte, eu sugiro você assistir para evitar que você tenha dúvidas nesse vídeo que você não teria se você tivesse assistido o primeiro vídeo. Infelizmente muitos sites e youtubers publicam artigos e vídeos sobre otimização de SSD sem realmente compreender a fundo o que eles estão abordando. O resultado disso é que a imensa maioria das dicas desses “especialistas” da internet não servem para absolutamente nada em relação a ganho de performance. Essas dicas podem até servir para economizar espaço em disco, mas elas NÃO VÃO deixar o seu Windows mais rápido, e NÃO VÃO fazer o seu SSD trabalhar mais rápido pois não existe absolutamente NADA nelas que seja relacionado a OTIMIZAÇÃO do funcionamento em si, ou seja, fazer com que o seu SSD leia ou escreva dados mais rapidamente. DICAS ULTRAPASSADAS SOBRE SSD Desde o aparecimento dos primeiros SSDs no mercado consumidor, há quase uma década, apareceram na internet guias e dicas de otimização de SSD. Nessa época, quando os SSDs da primeira geração tinham em média apenas 32 GB de capacidade, o foco na otimização de SSD era um só: economizar espaço em disco, o que fazia todo sentido. Mas nos últimos anos os SSDs evoluíram MUITO: a capacidade deles aumentou extraordinariamente - tanto que hoje em dia (Junho/17) existem modelos de SSD para o consumidor comum com 4 TB de capacidade, e alguns fabricantes de SSD nem produzem mais modelos de 128 GB, disponibilizando modelos a partir de 256 GB. Além disso, a tecnologia envolvida no SSD evoluiu muito, aumentando muito a velocidade e principalmente a confiabilidade desses drives. No primeiro vídeo eu citei como exemplo o Samsung 960 Pro que vem com um TBW de 1200TB, ou seja, se ele salvar em média 40GB/dia (que é um valor absurdamente alto para o dia-a-dia), ele vai durar o equivalente a 30 mil dias ou 82 anos. Durabilidade do SSD Embora os dias de economia de espaço em disco em SSDs de 32GB estejam no passado, as mesmas dicas de "otimização de SSD" daquela época continuam sendo postadas como se fossem necessárias hoje em dia, por sites e youtubers que não entendem a fundo sobre isso. Em Maio de 2009, o Steven Sinofsky (que foi o principal responsável pelo Windows 7 e Windows 8) publicou um interessante artigo sobre as otimizações do Windows 7 no uso do SSD. Ali ele lista diversas alterações de configurações que o Windows faz AUTOMATICAMENTE quando ele detecta que está rodando sob SSD. Nesse mesmo artigo, Sinofsky também abordou informações relevantes no uso do SSD com compressão de dados, BitLocker, arquivo de paginação, etc. Como os SSDs eram novidade, e na praticamente ninguém entendia a fundo sobre eles, a publicação do artigo do Sinofsky deu início a muitos “guias de otimização de SSD” que incluíam, entre outras coisas, informações modificadas e até distorcidas desse artigo. E infelizmente essas dicas continuam sendo repetidas até a exaustão mesmo sendo totalmente inúteis por não "otimizar" absolutamente nada no Windows: elas não vão fazer nem o Windows nem o SSD funcionar mais rápido. O máximo que elas fazem é economizar espaço no SSD. Aí vão as 10 dicas folclóricas sobre otimização de SSD listadas por sites e youtubers e o motivo REAL do porque elas não alteram em NADA a performance do Windows e do SSD. 1. REINSTALAR O WINDOWS SE VOCÊ MOVER DO HD PARA SSD Isso é completamente desnecessário, pois assim que o Windows detecta que ele está funcionando sob SSD, ele AUTOMATICAMENTE realiza as pequenas alterações necessárias no sistema operacional. Mesmo o eventual desalinhamento de partição que pode acontecer durante a migração de HD para SSD (e que eu vou abordar daqui a pouco) pode ser facilmente resolvido sem a reinstalação do Windows. O argumento que a reinstalação do Windows é necessária para que “os drivers sejam atualizados” não faz sentido algum, pois o Windows faz isso AUTOMATICAMENTE independentemente se você migrou de HD para SSD, se trocou uma placa de vídeo ou instalou um periférico qualquer. 2. DESATIVAR O ARQUIVO DE PAGINAÇÃO DO WINDOWS As pessoas cometem essa ABERRAÇÃO há anos porque elas não fazem a menor ideia de como funciona a paginação no Windows (que é um vídeo que eu publicarei em breve). Você JAMAIS deve desativar o arquivo de paginação do Windows, pois além de algumas funções internas no Windows utilizarem paginação (como criptografia) INDEPENDENTEMENTE da quantidade de memória RAM, alguns aplicativos e jogos podem apresentar problemas sem o arquivo de paginação. No máximo você pode diminuir o tamanho dele, mas jamais desativá-lo. Nos últimos anos, a telemetria do Windows tem mostrado que, em média, o arquivo de paginação do Windows (pagefile.sys) tem uma taxa 40x maior de leitura do que de escrita, isto é, ele é MUITO MAIS lido do que escrito. Isso acaba com o mito daqueles que acreditam que o arquivo de paginação do Windows é muito utilizado e a remoção dele é necessária para evitar diminuir a vida útil do SSD. 3. DESATIVAR A PROTEÇÃO DE SISTEMA Esse item merece um adendo: o próprio Windows automaticamente desativa a Proteção do Sistema na primeira vez que ele detecta que está rodando sob SSD. Isso acontece SOMENTE para economizar espaço em disco, pois infelizmente a Microsoft continua sendo muito conservadora em relação ao SSD – tanto que ela faz isso desde o Windows 7 que foi lançado há quase uma década. Dicar furada para otimizar SSD: desabilitar a Proteção do Sistema Dito isso, a Proteção do Sistema existe para permitir que você restaure o Windows a partir de um Ponto de Restauração aonde ele estava funcionando perfeitamente, mas que ele começou a apresentar problemas depois disso, seja por algum problema de driver, algum malware, ou o que for. Embora a Restauração de Sistema crie arquivos grandes, eles podem ser apagados usando a Limpeza do Windows. O mais importante é que desativar a Proteção de Sistema NÃO VAI deixar o Windows ou o SSD mais rápido pois ela não afeta EM NADA a performance do sistema operacional. 4. DESATIVAR A INDEXAÇÃO DO DISCO A indexação do disco permite que você defina quais pastas e quais extensões de arquivos devem ser indexados para evitar que o Windows tenha que rastrear o seu SSD ou HD à procura deles sempre que você fizer alguma pesquisa. Com ela ativada, o Windows consegue mostrar instantaneamente as informações contidas dentro de arquivos, e-mails, documentos, arquivos multimídia, etc. quando você faz uma pesquisa. As informações da Indexação de disco são salvas no arquivo windows.edb que fica dentro da pasta \ProgramData\Microsoft\Search e desativá-la para melhorar a performance do Windows ou SSD não faz sentido algum, pois além da indexação principal ser executada somente quando o computador não está sendo usado (em repouso), ela só é acionada quando um novo arquivo for criado ou alterado. Se você desativar a Indexação do Disco, toda pesquisa que você fizer vai ser muito mais lenta e o SSD terá mais trabalho encontrando o que você procura, pois ele precisará rastrear todos os arquivos dentro da pasta Usuários para encontrar o que você procura (e ele fará isso em CADA pesquisa que você fizer), enquanto se ela estiver ativada, a pesquisa é instantânea e o SSD é muito menos utilizado. Conclusão: desativar a indexação do disco não deixará nem o Windows nem o SSD mais rápido - para piorar, a pesquisa de dados ficará mais lenta. 5. DESATIVAR A BUSCA DO WINDOWS A Busca do Windows é a ferramenta que se beneficia da indexação de disco do item anterior e a noção que a Busca do Windows deixa o computador lento e precisa ser desativada com SSD é duplamente errada: primeiro pelo fato do Serviço de Busca do Windows ocupar 0% de CPU e quase nada de memória RAM e só ser ativado quando você faz alguma pesquisa, e em segundo lugar, toda tarefa relacionada à busca é realizada com baixa prioridade de processamento justamente para não interferir em tarefas mais importantes que o computador pode estar realizado. Se você fizer um teste de performance em um computador com a busca do Windows ativada, e depois desativá-la e refazer o teste, você notará que não haverá NENHUMA diferença na performance do sistema operacional ou SSD. E detalhe importante: quando a busca do Windows está ocupando 100% de CPU ou HD, isso é algo incomum e normalmente indica que o arquivo windows.ebd citado no item anterior está corrompido (e a recriação dele normalmente resolve esse problema, mas isso é assunto para outro vídeo). A conclusão é que desativar a busca do Windows não fará o sistema operacional ou SSD trabalhar mais rápido.. 6. DESABILITAR A GRAVAÇÃO EM CACHE DO DISCO Embora isso tecnicamente poderia até economizar alguns milissegundos quando um arquivo é salvo, você não deve desabilitar a gravação em cache do disco por dois motivos: o primeiro é que se você fizer isso e acabar a energia e você não tiver um no-break, esse arquivo certamente ficará corrompido. O segundo motivo é que SSDs antigos se beneficiam da gravação em cache do disco pois com ela os dados são salvos mais rapidamente. Dicar furada para otimizar SSD: desabilitar a gravação em cache do disco Conclusão: NÃO desabilite pois isso não "otimiza" absolutamente nada. Um detalhe interessante é que desabilitar essa opção (independentemente se for HD ou SSD) pode aumentar as chances de corromper arquivos se houver qualquer instabilidade na energia elétrica – mesmo aquelas que você não percebe pois o PC continua funcionando normalmente. 7. DESABILITAR O SUPERFETCH E PREFETCH Quando o Windows detecta que está rodando sob SSD, ele AUTOMATICAMENTE desabilita o Superfetch, Prefetch e ReadyBoost, que são três funcionalidades focadas exclusivamente na otimização do carregamento de programas, MAS se o Windows detectar que o SSD é antigo, ele mantém ativada essas três opções pois desse modo o carregamento de programas é agilizado. Por isso não faz sentido VOCÊ decidir desabilitá-los: o certo é deixar o Windows decidir isso por você. 8. ALTERAR O PLANO DE ENERGIA PARA ALTO DESEMPENHO A opção default do Windows (plano Equilibrado) faz com que periféricos que não estejam em uso entrem em modo de suspensão, e alterar o plano de energia para Alto Desempenho não muda ABSOLUTAMETE NADA a performance do Windows ou SSD quando o SSD está em funcionamento. 9. DESABILITAR A HIBERNAÇÃO Desabilitar a hibernação é um dos erros mais comuns dos "guias de otimização de SSD". Embora isso possa economizar espaço em disco para quem não utiliza essa funcionalidade, mas isso não torna o Windows ou o SSD mais rápidos por causa disso. E pior: as pessoas que indicam desabilitar a hibernação não sabem que desabilitar a hibernação também desabilita a inicialização rápida do Windows 10, fazendo com que o Windows demore mais para ser carregado. Isso acontece pois a inicialização rápida do Windows utiliza 20% do arquivo de hibernação (hiberfil.sys) para armazenar a imagem do kernel e os drivers em uso, agilizando seu carregamento. E se o arquivo de hibernação não existe, a inicialização rápida não funciona. Por esse motivo você NÃO DEVE desabilitar a hibernação. Além disso, o que esses “especialistas” não sabem é que é perfeitamente possível desabilitar a hibernação, mas manter a inicialização rápida do Windows 10. Para fazer isso, basta abrir um Prompt de Comando (Admin), executar este comando e teclar <ENTER> 10. APAGAR OS ARQUIVOS DA PASTA Windows/SoftwareDistribution/Download Essa pasta armazena arquivos relacionados ao Windows Update e apaga-la não deixará o Windows ou SSD mais rápido: você simplesmente ganhará temporariamente mais espaço em disco, mas assim que o Windows Update começar a atualizar o Windows, essa pasta voltará a ficar cheia de arquivos. A eliminação dessa pasta serve para resolver alguns problemas relacionados ao Windows Update, mas isso não tem NENHUMA relação com ganho de performance do sistema operacional ou do SSD. CONCLUSÃO Como você pode observar, NENHUMA dica desses guias de "otimização de SSD" otimiza o SSD, ou deixa o Windows ou o SSD mais rápidos. E isso que eu nem incluí dicas medonhas como “desabilitar a Lixeira”, “desabilitar dumps de memória”, “impedir que navegadores criem arquivos de cache” e outras "pérolas de sabedoria" que eu li por aí.. Sempre que você se deparar com algum artigo ou vídeo com essas “dicas”, sugira ali este vídeo como referência para evitar que essas dicas inúteis de otimização de SSD continuem sendo postadas para sempre na internet. Entenda que o Windows não é um sistema operacional estático e inerte. Ele não precisa que o usuário dê uma de “babá” monitorando ele a todo instante, aplicando otimizações mirabolantes ou fazendo alterações no Registro para deixa-lo magicamente mais rápido, ou pior: instalando aplicativos inúteis que prometem isso tudo. Windows é um sistema operacional dinâmico e adaptável (principalmente o Windows 10), e que precisa de pouquíssima manutenção para funcionar corretamente. EM BREVE: TELEMETRIA Eu vou abrir um parêntese aqui.. Existe uma funcionalidade importantíssima no Windows que ajuda MUITO a Microsoft melhorar o sistema operacional, analisando e corrigindo eventuais problemas de performance que envolvam hardware (como é o caso do SSD) sem que você se preocupe com isso: ela se chama TELEMETRIA. É graças à TELEMETRIA que a performance e estabilidade do Windows melhora a cada versão, pois ela permite que a Microsoft detecte problemas e gargalos que possam estar ocorrendo sem que o usuário perceba, e com isso eventualmente lançar uma correção para esses problemas através do Windows Update. Infelizmente a absoluta ignorância de muitos “especialistas” da internet faz com que eles sugiram desabilitar a telemetria para “melhorar a performance do Windows” (algo completamente sem sentido, como se a remoção da caixa preta de um avião fizesse ele voar mais rápido) ou pior: para “evitar que a Microsoft roube meus dados” (que, por falta de um termo melhor, é uma das coisas mais IMBECIS que alguém pode falar sobre a telemetria do Windows). Nos próximos vídeos eu vou abordar a fundo o assunto telemetria e privacidade no Windows 10 e ensinar esses "profissionais" que eles não devem ensinar o que não compreendem e emburrecer o internauta com isso.. OTIMIZAÇÃO DE SSD A FUNDO - ÚLTIMA PARTE Bem, fechado o parêntese, agora que você sabe que esses artigos de “otimização de SSD” não "otimizam" absolutamente NADA a performance do Windows ou do SSD, fica a dúvida: se o Windows se reconfigura automaticamente quando ele detecta que está funcionando em um SSD, o que eu preciso fazer para aproveitar o MÁXIMO da performance do SSD nesse sistema operacional? Isso eu abordarei na terceira e última parte sobre Otimização de SSD A FUNDO.
  5. Ssd não aparece na bios

    Bom dia, Comprei um SSD da Samsung, instalei no computador e ele reconheceu no Windows. Formatei o PC para Instalar o WIN10 no SSD. Quando fiz o boot, achei estranho que não aparecei o SSD na BIOS. Quando fiz a Instalação do Win10, ele deixou escolher o SSD. Achei que quando estivesse instalado, ele ia aparecer. O HD antigo eu formatei. Ao iniciar novamente, depois de instalado, ainda não aparece o SSD, deixei o HD como principal e liguei, ele iniciou o Windows normalmente, ou seja, ele iniciou no SSD. Isso esta certo? Ou tem algo que eu não fiz? Vai dar algum problema de desempenho? Segue uma imagem das opções da BIOS: Obrigado desde ja.
  6. Cabo sata no ssd

    Olá pessoal, acabei de adquirir um Samsung Evo 850 de 250 GB. Vou coloca-lo em meu notebook e gostaria de saber se meu cabo SATA irá conseguir aproveitar as taxas de mais de 500 MB/s de leitura e gravação que esse periférico suporta. Existe alguma forma de eu saber disso? Quais cabos vocês recomendam para essa taxa de transferência para eu conseguir aproveitar o máximo dele? OBs: Obrigado Baboo pelos vídeos sobre SSD. Agradeço desde já as respostas. EDIT: Na real nem sei se notebook usa cabo SATA, usei tanto tempo desktop na minha vida xD
  7. Ssd + hdd - configuração na bios

    Olá,Adquiri um SSD de 240 GB, instalei o Windows 10 nele, tudo funcionando bem. Eu já possuo um HD de 500GB, e minha dúvida é sobre como configurar a BIOS para que eles trabalhem em conjunto. Pelo que li, Raid's só funcionam com dispositivos idênticos, correto? Devo apenas definir o HD como AHCI e utilizá-lo normalmente, ou há mais alguma configuração para que ele possa ser o hd de arquivos secundários, backup's e etc? Obrigado!
  8. Condusiv ssdkeeper

    Gostaria de saber mais sobre o software Condusiv SSDkeeper, achei a descrição muito interessante que li em um artigo sobre perda de dados, inclusive sobre a perda total da unidade SSD, não consegui sugerir sobre isso diretamente ao Baboo, pois o botão para isso não funcionou. Baboo poderia nos fazer a honra de testar e fazer um review com suas opiniões. Grato parça!
  9. Migração de um hd para ssd no notebook

    Bom dia a todos! Recentemente comprei um SSD da marca Crucial, modelo MX300 de 1TB e a mesma ainda está pra chegar. Atualmente uso um HD de 500 GB da Western Digital que veio no meu notebook. A minha dúvida é a seguinte: 1. É possível migrar todos os meus arquivos, incluindo o SO, pro novo SSD sem precisar reinstalar o Windows? 2. Eu estava vendo aqui uns tutorias onde é usado o Easeus, vocês acham adequado esse método ou há outra maneira mais segura de fazer a migração? 3. Preciso ativar algum recurso especial da BIOS ou é só instalar e usar? 4. O comando TRIM é ativado automaticamente? PS.: O notebook em questão é o Lenovo G400S.
  10. Upgrade de hd para ssd no notebook

    Tenho esse Notebook da Assinatura, E ele tem Drive de DVD, me parece que tem como instalar uma Caddy para colocar o SSD junto com o HD. Ou eu coloco no lugar do HD? Qual seria o tamanho da caddy?
  11. Hd ssd - estrutura corrompida e ilegivel

    O HD de sistema em n Um PC i7 com Windows 7 pro deu error msg "missing operation siystem" - usei o disco de instalação para tentar a recuperação, não consegui. Detalhe: o problema surgiu uma sessão após um desligamento por problema de falta de energia e falha no no break - o PC reiniciou normalmente, foi operado durante várias horas, desligado e, quando foi religado, mostrou o problema. O HD de sistema é um SSD Kingston SUV400S37240G. Com o disco de instalação é possível ver toda a estrutura do SSD, inclusive copiar e/ou mover arquivos. Fiz as tentativas de recuperar MBR e outros fixes sugeridos pela base de dados da Microsoft usando Prompt de Comando, sem sucesso. Retirei o SSD, coloquei numa dock station e também consigo ver a estrutura via gerenciamento de discos em um laptop com Windows 10 - uma partição de 100 Mb e outra com o restante do volume, no Propriedades as duas partições aparecem como "íntegro". Pensei em virus, mas o Microsoft Defender não consegue e apresenta error - "Não foi possivel iniciar o exame. A estrutura do disco está corrompida e ilegível". Tem alguma forma de reparar via dock station? Tive problema semelhante há cerca de um mês e tive que reinstalar o Windows 7 e tudo que havia antes.
  12. Ssd cache não configurado no windows 10

    Como configurar o SSD como expresscache no Win10? Ao atualizar meu ultrabook samsung NP530U3C-AD2BR com Windows 7 para win10 percebei que a inicialização está muito lenta, média de 2 minutos. Pesquisei e vi que o SSD Sandisk 24GB não está funcionando. Quando eu adquiri ele, achei que ele era um pouco lento e estranhei estar com o Windows 7 (achei q eles vinham com o win8). Li que se formatar o SSD já era a configuração, e acho que formataram esse ultrabook antes da compra. Seguindo vários tutoriais (não possui nenhum para esse modelo) não consegui ativá-lo. No comando do DOS "eccmd -info" aparece a seguinte mensagem "product is not licensed to run on this system". E quando tento instalar o ExpressCache da SanDisk ele não instala por "não encontrar o dispositivo SanDisk" por ele estar desligado.
  13. Estou trocando o HDD de um notebook por um SSD e esbarrei no seguinte: como a capacidade do SSD é menor, a clonagem é impossível (tentei vários programas diferentes, sem sucesso). Existe uma forma de transferir todos os programas e configurações sem haver nenhuma perda? No caso vou apelar pra formatação limpa do SSD. Obrigado.
  14. [vendo] ssd samsung 840 pro 256gb

    Vendo SSD Samsung 840 PRO 256GB por R$500,00 com segurança via Mercado Pago, através do anúncio: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-829438238-ssd-samsung-840-pro-256gb-_JM
  15. Ocupação de Disco SSD

    Boa tarde pessoal. Depois de 7 anos de minha última postagem, volto ao fórum onde passei longos anos da vida! =) Estou com um problema (eu acho) no meu SSD. Ele tem 120GB de no momento tem menos de 5GB disponíveis. Acontece que ele é o único drive e selecionando todas as pastas e vendo o tamanho, não passa de 70GB. Desse total, 50GB são do Dropbox e 20GB da pasta do Windows. O restante das pastas tem tamanho irrisório. Alguém pode me ajudar a descobrir onde está essa diferença de espaço? Em anexo alguns prints que tirei por conta de ajuda que tentaram me dar em um grupo do Facebook. Obrigado!
  16. Problemas com instalação windows 7

    Olá pessoal do fórum! Preciso muito de uma força da comunidade nesse caso: Dei inicio ao processo de formatação instalação de Windows em um notebook dell vostro 3460 (core i7, 6GB de Ram, HD 1TB e SSD mSata 32GB) e tudo normal, até que na hora de escolher a unidade para instalação de Windows eu acabei fazendo acidentalmente na partição pertencente a unidade SSD que, algum tempo depois, fui descobrir que funcionava como a memória cache e trabalhando em conjunto com o HD mecânico. O problema é que após esse engano, eu não consigo mais concluir a instalação do Windows no Notebook mesmo no HD mecânico normal de 1TB! Ao finalizar a primeira etapa de cópia dos arquivos do Windows para a unidade, ao dar a primeira reiniciada ele apresenta o erro Falta Bootmgr ou quando não operating system not found! Realizei uma série de procedimentos pesquisando na internet como recboot.exe /fixboot, /fixmgr, diskpart, recuperação de inicialização do proprio programa de instalação do Windows e não consegui finalizar a instalação. Sendo assim, aguardo pelo suporte de todos que puderem contribuir para solucionar esse problema! Obrigado!
  17. Ssd x hd normal - notebook

    Eu tenho um notebook "Notebook Ultra Slim LG 15U340-L.BK55P1 Intel Pentium Quad Core 4GB 500GB" , não é TOP mas me atende muto bem. Mas se eu trocar o HD por um SSD a velocidade será bem melhor ou não é tanto assim para justificar com R$ 600,00 de investimento.?
  18. Incompatibilidade SSD 850 evo com W10?

    Galera alguém esta sabendo de alguma incompatibilidade ou algo do tipo com o SSD 850 Evo em relação ao Windows 10? Ontem fiz do zero uma instalação do Windows 10 e percebi que esta uma carroça comparado ao w7 que eu usava. Pra voces terem uma ideia, enquanto o Windows não termina de carrega todos os programas da inicialização eu não consigo nem digitar meu nome no bloco de notas... fica travando tudo, so depois de uns 2 minutos q tudo esta carregado que eu consigo fazer alguma coisa. Outra coisa que percebi foi o Benchmark do Magician que esta levando aquase 5 min pra finalizar e com escritas e leituras absurdamente baixas. Aguem esta sabendo de alguma problema??
  19. Problema de hardware insolúvel

    Olá, amigos. Eu comprei um SSD Plus SanDisk 120 GB e coloquei no meu notebook. O mesmo é reconhecido pela BIOS, porém na instalação do Windows, o SSD não particiona e/ou não instala o sistema operacional. Instalei o SSD em outro notebook e tudo correu perfeitamente. Já tentei trocar as configurações na BIOS (IDE, AHCI). O modelo do meu notebook é o LG P430-K.BE44P1. As configurações são: processador i7 2.70 GHz e 8 GB de RAM. Ficarei grato se puderem me ajudar. Muito obrigado. :')
  20. Ssd gamer x ssd servidor

    SSD Gamer X SSD Servidor Olá, tenho um computador normal com processador i7 no qual uso como servidor para minha loja... gostaria de saber o que me recomendariam colocar no lugar do HD sata dele... SE50S37/240G E50 240GB ENTERPRISE SATA III *SERVER ou SHSS37A/240G SAVAGE 240GB 2.5" SATA III *GAMER o primeiro é para servidores e custa quase o dobro, mas a velocidade de leitura/gravação dos dois é quase a mesma... sendo o gamer 560/530 e o server 550/530 MB/s Grato desde já
  21. Ssd x sony vaio

    Boa tarde!! Seguinte: possuo um Sony Vaio, Core I7 740QM, 8Gb, HD 640gb 5400 RPM (pensa num bixo lento), BlueRay, Nvidia 425M de 1Gb, enfim, um maquinão. Porem, como descrevi, sinto um lentidão extrema no HD. As coisas não fluem como deveriam. Então, troquei por um HD de 500Gb 7200 RPM. Melhorou absurdamente, mas ainda acho que é o gargalo. Tenho um SSD OCZ Agility 3, de 60Gb, que estava pensando em colocar como primário nessa maquina, e jogar o HD num caddy, retirando o Blueray. Mas, a instalação do Windows (o 7 H&Premium original, 7 Ultimate, 8, 8.1, 10, etc...) não completa. Ela, a instalação, fica extremamente lenta na cópia dos arquivos. E, num determinado ponto, tela azul e não consigo prosseguir. Segue os passos que tentei realizar: - Trocar Mídia - DVD Original do 7 Pro, 64 e 32bits, Pendrive gerado pelo Windows USB/DVD Tool (da própria MS); - Trocar o SSD - Não tenho outro disponível para teste, mas um teste interessante que fiz nesse daqui, o OCZ, foi instalar um CentOS nele. Rodou normalmente, e ficou um avão a maquina. Alem disso, antes que me questionem, esse mesmo SSD já fora utilizado no meu Dell Vostro que utilizo no trampo, e num desktop em casa. Ambos funcionam normalmente (Windows 8.1 e 7, respectivamente) - Porem, troquei de HD no note, de 640Gb 5400RPM para 500Gb 7200RPM. E, curiosidade: já usei esse SSD num Infoway 7645, com sei lá que modelo de SATA. - Trocar memórias - Fiz os seguintes teste: 2gb + 4gb originais (não lembro a marca) / Apenas 2g e depois apenas 4gb originais / 4gb novo (kingston); Estou desconfiado que é alguma coisa de driver do Sony, mas o site de download de suporte, disponibiliza apenas arquivos .exe para instalação já dentro do Windows "pronto": https://esupport.sony.com/US/p/model-home.pl?mdl=VPCF136FM&template_id=1&region_id=1&tab=download#/downloadTab Segue também pagina de especificações completas do note: https://docs.sony.com/release//specs/VPCF136FMB_mksp.pdf Não consegui encontrar o driver correto, para, no momento de escolher o destino da instalação, eu indicar o driver para adicionar o HD, sabem, no meio da instalação quando não encontra HD? rsrs Sinceramente, não sei o que fazer. Atualmente o note esta com Windows 10 rodando normalmente, mas com certa lentidão que perde feio pro meu I5 do Vostro. Sei que o SSD de 60Gb não da para quase nada hoje em dia, mas se der um upgrade no desempenho, posteriormente penso em colocar um SSD maior, de 240Gb. Mas meu medo é encarar um investimento desse, e não rodar. Ah, e o modelo do SSD atual, é exatamente esse daqui: http://www.kabum.com.br/produto/29498/ssd-ocz-agility3-60gb-sata-iii-2-5-agt3-25sat3-60g Agradeço a ajuda!!
  22. Mudar pasta user em windows 10 com ssd

    [ DÚVIDA ] Estou com o Windows 10 em um SSD, e pretendo mudar a pasta Padrão Users (Profiles Directory) para um HDD. Isso irá prejudicar o desempenho do sistema e alguns softwares, visto que a %AppData%, fica dentro da pasta Users? Teria que ser um SSD também? Ou pode fazer tranquilo?
  23. Tenho um notebook Dell com i7 e 16 GB RAM. Troquei o disco original que era um HD de 1TB por um SSD de 256GB. Minha dúvida é relacionada ao programa "Intel Rapid Storage Technology" que estava instalado com o HD antigo e não instalei após o SSD. É necessário esse programa ou não? Obrigado
  24. Dúvida partições win10

    Boa Tarde Prezados, Apos a atualização para a edição de aniversário do Windows 10 percebi que o mesmo criou novamente uma partição de recuperação (450 mb) no meu SSD. A dúvida é se posso excluir a mesma, e alocar ela junto a partição primária p/ ficar uma só... Se sim, passar passo a passo. Obs. Já estou com o EaseUS Partition Free instalado no Win 10. Abraço a todos!
  25. @EdimilsonAvila https://t.co/TryzMBKngl

  •  

×