Este fórum foi descontinuado. LEIA AQUI e participe da Comunidade BABOO :)

Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''vídeo''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • WINDOWS
    • Windows 10: INSTALAÇÃO, ATIVAÇÃO, REDE E DRIVERS
    • Windows 10: GERAL
    • Windows 10: SEGURANÇA
    • Windows 10: DESEMPENHO
    • Windows 10: TUTORIAIS, GUIAS E DICAS
    • Windows 8.1 e anteriores: GERAL
    • Windows 8.1 e anteriores: TUTORIAIS
    • Windows Server
    • Microsoft Office
  • Remoção de vírus e malware pelo Mr.Million
    • Remoção de vírus e malware
    • Tópicos Resolvidos
    • Tópicos Arquivados
  • Vídeos e Cursos do BABOO
    • BABOO PRO (temporário)
    • Espaço do Baboo
    • Vídeos do BABOO
    • Cursos Online
  • Arquivo
    • Tópicos Antigos
  • BABOO
    • Notícias do site BABOO
    • Comentários, infos e novidades

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


URL do site ou blog


LinkedIn


Facebook


Twitter


Google+


Skype


Idade


Nível de conhecimento de Windows


Nível de conhecimento de Segurança Digital


Sistema operacional que vc utiliza no dia-a-dia

Foram encontradas 7 postagens

  1. VÍDEO PUBLICADO DIA 10/SET/17 A transcrição deste vídeo será postada nos próximos dias.. Nesse vídeo eu vou mostrar como resolver definitivamente o problema do HD se manter a 100% no Windows. Infelizmente muitos “especialistas” e youtubers adoram postar vídeos prometendo que têm a solução que funciona 100%, que o problema do HD a 100% foi “resolvido”, “aprovado” e outras babaquices falaciosas - e não é à toa que em TODOS esses vídeos estão dezenas ou centenas de comentários de internautas dizendo que essas “soluções mágicas” simplesmente não funcionam. E elas não funcionam por um motivo muito simples: o problema do HD a 100% pode ocorrer em diversas situações que não tem nenhuma relação entre si, portanto não existe e jamais existirá uma solução ÚNICA para resolver esse problema. É por isso que nesse vídeo eu abordo 27 soluções para o problema do HD se manter a 100%. E por que tantas soluções? Pois o problema do HD a 100% pode acontecer em situações específicas ou em combinação de fatores, sendo que cada uma delas requer uma solução única. Como eu vou repetir bastante o termo “problema do HD a 100%” nesse vídeo, eu vou encurtar isso para HD100 para facilitar. Se depois de assistir esse vídeo você tiver alguma dúvida ou quiser ajuda relacionada especificamente ao HD100, eu criei um tópico do Fórum do BABOO especificamente para isso e o link dele está aí embaixo do vídeo. Eu não pretendo responder dúvidas nos comentários do YouTube pois ele é limitadíssimo e não foi criado para isso: não dá para incorporar imagens, não existe divisão por área ou assunto, não dá para mover comentários de um vídeo para outro para evitar que a mesma pergunta não seja postada em vários vídeos, etc.. O Fórum do BABOO tem uma área com todos os vídeos publicados com a transcrição do que eu falo neles, e em breve ali será o único local aonde eu responderei dúvidas sobre meus vídeos, além de manter ali um tópico atualizado com informações dos próximos vídeos com a lista, programação, status deles & afins, além das sugestões de vídeos postados por você, internauta. Bem, vamos ao que interessa: o Windows utiliza MUITO o HD independentemente da quantidade de memória RAM instalada no PC: de um netbook com 1GB RAM a um servidor com 4TB de RAM, o Windows PRECISA acessar o HD pois, ao contrário da memória RAM, no HD ele consegue armazenar arquivos, caches e informações importantes para o seu funcionamento de maneira segura e eficiente. Isso não acontece com a memória RAM, aonde todo conteúdo é perdido se houver algum travamento grave ou se o computador reiniciar repentinamente por um problema de hardware, queda de energia, etc. O uso do HD pelo Windows é crucial justamente para o sistema operacional não depender da volatilidade da memória RAM, e basicamente é por isso que o arquivo de paginação existe e jamais deve ser desativado. Além disso, o Windows suporta bilhões de combinações possíveis de hardware e software – e eu não estou exagerando: em 2009 a telemetria do Windows 7 já mostrava que haviam 16 mil diferentes drivers de vídeo sendo utilizados pelos usuários, e hoje em dia um dos sites que disponibilizam drivers tem um banco de dados com 26 milhões de drivers. Multiplique isso por dezenas de milhares de softwares disponíveis no mercado que podem afetar o funcionamento do Windows, de antivírus a plugins de navegadores, funcionando em centenas de milhões de computadores e notebooks com todo tipo de configuração possível - e o resultado é um número inimaginável de combinações possíveis que evidentemente podem gerar problemas ou bugs que resultam no HD100. A solução do HD100 é relativamente simples, e ela começa com três etapas FUNDAMENTAIS que devem ser realizadas antes de qualquer uma das soluções que eu vou abordar daqui a pouco. Essas etapas garantem que tanto o sistema operacional quanto o HD estão funcionando perfeitamente. Inicialmente abra uma janela de Prompt de Comando (Admin) e digite esse comando: wmic diskdrive get caption,status. Esse comando mostra rapidamente se algum HDD ou SSD instalado no seu computador estão funcionando corretamente ou se eles têm algum problema crítico. Se ele estiver funcionando perfeitamente, deve aparecer OK em todos eles, mas se houver qualquer problema, aparecerá o status do erro existente ali. Nesse caso é fundamental você fazer um backup dos dados existentes ali e eventualmente substituir o HD. Se você quer fazer uma análise PROFUNDA no seu HD, algo que eu recomendo que você faça ao menos uma vez por ano, eu sugiro o uso do Data Lifeguard da Western Digital, que é um aplicativo gratuito muito eficiente que testa qualquer HD (não precisa ser da Western Digital), e também SSD. Ele tem dois testes: um teste rápido que demora cerca de um minuto, e um teste detalhado que pode demorar algumas horas. Realize o teste rápido em todos seus HDs, e se ele acusou algum problema, eu sugiro você fazer backup dos dados desse HD pois ele deixou de ser confiável, e é recomendável a substituição dele. Agora que sabemos o HD passou no teste básico do Lifeguard, o próximo passo é executar o chkdsk /f /r e teclar ENTER. Isso permitirá o Windows rastrear o HD e corrigir eventuais arquivos e pastas corrompidas. Aqui você tecla tecla S, fecha a janela e reinicia o Windows. E antes do Windows ser carregado novamente, o chkdsk fará uma verificação completa do seu HD, e isso pode levar um tempão, então seja paciente e aguarde até o final, quando o computador será reiniciado novamente e o Windows será carregado. Agora que temos certeza que além do HD estar OK, não existe nenhum arquivo corrompido, o último passo é confirmar que os arquivos do Windows não têm nenhum problema. Para fazer isso, abra uma janela de Prompt de Comando (Admin) e digite o comando sfc /scannow e tecle <ENTER>. Se houver problema em algum arquivo do Windows, esse arquivo será automaticamente substituído, garantindo a integridade dele. Se o sfc encontrar algum erro que ele eventualmente não possa resolver, daí eu sugiro você executar esse comando DISM / Online /Cleanup-Image /RestoreHealth e aguardar a finalização. Bem, agora que finalizamos as três etapas iniciais e tanto o HD quanto o Windows estão funcionando perfeitamente, se o HD continua a se manter em 100%, é hora de resolvermos isso. As soluções a seguir estão em ordem de popularidade, ou seja, as primeiras soluções resolvem a imensa maioria dos problemas, enquanto as últimas resolvem casos mais específicos. O ideal é você aplicar a primeira dica, reiniciar o computador quando isso for solicitado, e monitorar o uso do disco nos dois minutos seguintes após o Windows ser carregado. Se o HD100 continua, você aplica a dica seguinte, e continue assim sucessivamente até que ele seja resolvido. E quando uma determinada solução funcionar (e eu tenho certeza que isso VAI acontecer), não há necessidade alguma de você aplicar as soluções existentes depois dela. Eu vou abordar todas as soluções de maneira simples e prática, mas para evitar que esse vídeo fique excessivamente longo e chato, eu não vou perder tempo com detalhes excruciantes de cada problema e cada solução: eu vou me focar principalmente no passo-a-passo da solução, que é o que realmente interessa. Bem, chega de ladainha. Aí vão as 25 soluções do HD100: 1: acesse Configurações > Sistema > Notificações e ações > desative as opções de obter dicas e mostrar a experiência de boas-vindas do Windows. Esse é uma das principais causas do HD100 no Windows 10. 2: entre no Gerenciador de Dispositivos > Dispositivos do Sistema > clique com o botão da direita do mouse em cada item que tenha Intel > atualizar driver. Se não houver nada da Intel ali, ignore essa solução. Se tiver Intel na lista, mas nada foi atualizado, baixe o atualizador de drivers da Intel e execute-o. Ele vai analisar os drivers da Intel instalados no seu computador e, se houver uma versão mais nova, você poderá atualizá-los. Faça isso, reinicie o Windows e verifique se o HD100 foi resolvido. 3: entre no Gerenciador de Dispositivos > Controladores IDE/ATAPI > clique com o botão direito do mouse no Controlador AHCI > Propriedade > aba Driver > Detalhes do Driver. Se ali aparecer storachi.sys, feche a janela e clique em Detalhes. Desça até Caminho da instância do dispositivo e anote o valor dali. Agora execute o regedit, e vá até a chave HKLM\System\CurrentControlSet\Enum\PCI\<chave anotada>\ Device Parameters\Interrupt Management\MessageSignaledInterruptProperties e ali altere MSI Supported de 1 para 0. Feche o regedit e reinicie o PC. 4: Acesse Sistema > Configurações Avançadas > Configurações > Avançado > Alterar. Ali vamos inverter a configuração da Memória Virtual: se a opção “Gerenciar automaticamente” estiver desclicada, clique nela, clique em OK > OK e reinicie o computador. Se a opção “Gerenciar automaticamente” estiver clicada, você desclica ela, clique em Tamanho gerenciado pelo sistema > OK > OK e reinicie o computador 5: Às vezes o principal arquivo do Windows Search, que é o windows.edb, fica corrompido e causa o HD100, e normalmente a remoção dele e reinicialização do Windows Search resolve. Abra Serviços > vá em Windows Search > clique com o botão da direita do mouse > Parar. Se o HD não está mais em 100%, acesse a pasta \ProgramData\Microsoft\Search\Data\Applications\Windows e apague o arquivo Windows.edb. Faça o mesmo em duas outras pastas: C:\Users\All Users\Microsoft\Search\Data\Applications\Windows e C:\Users\Todos os Usuários\Microsoft\Search\Data\Applications\Windows Então agora você clica com o botão da direita do mouse em Windows Search > Iniciar. Se o HD100 continua, isso indica que existe algum problema de compatibilidade do Serviço do Windows Search com algum driver, arquivo ou programa do seu computador. Nesse caso o jeito é desativá-lo dando um duplo-clique em Windows Search > mude o Tipo de Inicialização para Desativado, clique em Parar e clique em OK 6: O mesmo problema do Windows Search pode acontecer com o Superfetch, que é uma funcionalidade que faz parte do gerenciamento de memória do Windows. Para verificar isso, Abra Serviços > vá em Superfetch > clique com o botão da direita do mouse > Parar. Se o HD100 continuar, acesse a pasta \Windows\Prefetch e apague todos os arquivos dali. Agora você clica com o botão da direita do mouse em Superfetch > Iniciar. Se o HD100 reaparecer, isso indica que existe algum problema de compatibilidade do Serviço do Superfetch com algum driver, arquivo ou programa do seu computador. Nesse caso o jeito é desativá-lo dando um duplo-clique em Superfetch > mude o Tipo de Inicialização para Desativado, clique em Parar e clique em OK. 7: o mesmo problema do Windows Search e Superfetch também pode acontecer com o Serviço de Telemetria, então abra Serviços > vá em Experiências e Telemetria de Usuário Conectado > clique com o botão da direita > Parar. Se o HD100 continuar, isso indica que existe algum problema com esse Serviço e nesse caso o jeito é desativá -lo dando um duplo-clique em Experiências e Telemetria de Usuário Conectado > mude o Tipo de Inicialização para Desativado, clique em Parar e clique em OK. 8: Abra o Chrome e desative o Flash: vá em chrome://settings, digite Flash > Configurações de conteúdo > Flash > desclique a primeira opção. O ideal é também fazer isso no Firefox, mas felizmente as versões mais recentes do Firefox vêm com o Flash automaticamente desabilitado. Aliás, o ideal é você desabilitar todas as extensões do Chrome acessando chrome://extensions/ e testar se isso resolve o HD100. 9: abra um Prompt de Comando (Admin) > digite WPR – cancel e dê um <ENTER>. Se o HD100 continuar, desinstale a atualização KB3201845, reinicie o computador e instale-a novamente. WPR é Windows Performance Recorder, e como o comando WPR – cancel funciona somente durante a sessão ativa, o WPR é automaticamente ativado na próxima reinicialização do Windows. 10: Execute o Agendador de Tarefas > Biblioteca do Agendador de Tarefas > Microsoft > Windows > Defrag > clique com o botão da direita do mouse > Desativar. Reinicie o computador. Se isso o problema não foi resolvido, reative o Defrag seguindo os mesmos passos, mas clicando em Habilitar. Faça o mesmo desabilitando individualmente todos os itens dentro de Application Experience, Autochk e Customer Experience Improvement Program, e também o item Microsoft-WindowsDiskDiagnosticDataCollector que está dentro do DiskDiagnostic. Você pode desabilitar todos eles, reiniciar o PC, e se isso não resolveu o problema do HD100, habilitá-los novamente. 11: Abra uma janela do Powershell (não é o Prompt de comando) em modo Admin, digite Disable-MMAgent -mc e reinicie o computador. Se isso não resolveu, faça o mesmo digitando Enable-MMAgent -mc e reinicie o computador. 12. Abra o Registro, navegue até a chave HKLM\System\ControlSet001\Services\Ndu à direita, altere a variável Start de 2 para 4 e reinicie o Windows. 13. Abra o Chrome, clique no Menu > Configurações > digite carre > desabilite a opção Usar um serviço de previsão para carregar páginas mais rapidamente 14. Acesse a pasta C:\Arquivos de Programas (x86)\Skype\Phone e clique com o botão da direita do mouse em Skype.exe. Clique em Propriedades > aba Segurança > Editar > clique em TODOS OS PACOTES DE APLICATIVOS > clique na opção Gravar > OK > OK e reinicie o computador. 15. A Política de Diagnósticos é outro Serviço que pode causar HD100, então abra Serviços > vá em Serviço de Política de Diagnóstico > clique com o botão da direita do mouse > Parar. Se o HD100 foi resolvido, então algo está interferindo no funcionamento correto desse Serviço e nesse caso o jeito é desativá-lo dando um duplo-clique em Serviço de Política de Diagnóstico > mude o Tipo de Inicialização para Desativado, clique em Parar, clique em OK e reinicie o computador. 16. Outros dois Serviços que podem estar causando HD100 é o Windows Update e o BITS (Serviço de transferência inteligente de tela de fundo), e nesse caso basta desativar esses Serviços, reiniciar o Windows e voltar a ativá-los. Para fazer isso abra Serviços > dê um duplo-clique em Serviço de transferência inteligente de tela de fundo > clique no botão Parar e altere o Tipo de Inicialização para Desativado. Clique em OK. Faça o mesmo com o Serviço Windows Update. Agora você deve reiniciar o Windows e, quando ele voltar, desfaça essas mudanças indo em Serviços > duplo-clique em Serviço de transferência inteligente de tela de fundo > altere o Tipo de Inicialização para Automático (Atraso na Inicialização), clique no botão Iniciar e clique em OK. Faça o mesmo com o Serviço Windows Update. 17. Isso é interessante: o seu antivírus pode estar causando o HD100, principalmente se você estiver usando o Norton, McAfee, BitDefender e até mesmo o Windows Defender. Nesse caso eu sugiro você desinstalar o seu antivírus e reiniciar o Windows. Quando o Windows voltar ele terá o Windows Defender ativado, e você deve analisar se o HD100 foi resolvido. Se ele foi resolvido, então seu antivírus era o culpado. Você pode baixar a versão mais recente dele e reinstalá-lo, ou instalar o antivírus da Kaspersky ou Panda, que são excelentes. Se o HD100 continua, desative o Windows Defender para ver se o problema foi resolvido. Se foi, instale outro antivírus no lugar dele (e você pode instalar o antivírus que você estava usando anteriormente) ou instalar o antivírus da Kaspersky ou Panda. 18. Abra uma janela de Prompt de Comando, digite WSReset.exe e tecle ENTER. Aguarde a finalização e veja se o problema do HD100 foi resolvido. 19. Digite energia, clique em Escolher um plano de energia e altere de Equilibrado para Alto desempenho. A performance do seu computador continuará a mesma, mas se você estiver usando um notebook, ultrabook ou tablet, o consumo de bateria aumentará. Reinicie o computador e depois altere novamente para Equilibrado. 20. Existe a possibilidade do driver de algum periférico instalado no seu computador estar conflitando com o Serviço Plug & Play do Windows, e nesse caso você deve inicialmente acessar a pasta \Windows\INF e mover todos os arquivos que começam com OEM para uma pasta qualquer. Não é para mover TODOS os arquivos dali; você deve mover SOMENTE aqueles que começam com as letras OEM e têm um número depois disso. Feito isso, entre no Gerenciador de Dispositivos e desinstale todos os periféricos instalados no seu computador clicando com o botão da direita do mouse > Desinstalar dispositivo. Depois disso reinicie o Windows, e na volta ele instalará automaticamente drivers aprovados pela Microsoft desses periféricos. Se o HD100 foi resolvido, então algum driver era o responsável por ele. Se o Windows não conseguiu instalar o driver de algum periférico e você precisa fazer isso manualmente, baixe a versão mais nova do driver no site do fabricante e instale-a. Se o HD100 voltar, você saberá exatamente qual driver é o responsável por esse problema. 21. Se você utiliza o Adobe Reader, desabilite a opção de cachear documentos PDF. 22. Digite compar e acesse Gerenciar configurações de compartilhamento avançadas. Em Convidado ou Público clique a opção Desativar descoberta de rede e reinicie o computador 23. Abra o Explorador de Arquivos > Meu computador > clique com o botão da direita do mouse em C: > Propriedades. Clique em Compactar este disco para economizar espaço e clique em OK. Espere a finalização de todo processo, e depois disso reinicie o Windows. Se o HD100 não foi resolvido, volte ali, desclique a opção que você clicou antes e clique em OK. Aguarde até o final e reinicie o Windows. 24. Desinstale o OneDrive indo no Painel de Controle > Programas e Recursos > clique com o botão da direita do mouse sobre Microsoft OneDrive e clique em Desinstalar. 25. Abra o Chrome > Menu > Configurações > Desça até Redefinir e clique no botão Redefinir. 26. Se o HD100 ainda persiste, algo que eu considero extraordinário, um dos últimos Serviços que pode ser responsável por isso é o Firewall. Abra Serviços, dê um duplo-clique em Firewall do Windows, altere o Tipo de inicialização para Desativado, clique em Aplicar, clique no botão Parar e clique em OK. Se o HD100 foi resolvido, então algo está afetando o firewall, e nesse caso o jeito é mantê-lo desativado. Como você JAMAIS deve ficar sem firewall e eu não sugiro o uso de firewall de terceiros como da Comodo ou ZoneAlarm, eu sugiro que nesse caso você utilize um antivírus que venha com firewall, como o Kaspersky Internet Security ou o Panda Antivírus Pro que custam pouco e são muito eficientes. 27. A última dica é você trocar o cabo SATA conectado no seu HD, pois ele pode ser o culpado pelo HD100 se ele estiver minimamente danificado, sendo que essa dica serve somente para desktops, e não para notebooks ou tablets. Por fim, para garantir que seu HD está trabalhando o mais rápido possível, eu sugiro você confirmar que ele está funcionando sob AHCI ao invés de IDE. Se você utiliza SSD, eu sugiro você assistir meus vídeos sobre Otimização de SSD para deixa-lo o mais rápido possível. E tanto com HDD quanto SSD, apague os arquivos temporários com o CCleaner e desfragmente o HD com o Defraggler.
  2. ATUALIZADO em 15/Set/2017 ANTES DE POSTAR A SUA SUGESTÃO, VERIFIQUE SE ELA JÁ ESTÁ NA LISTA DE VÍDEOS APROVADOS AQUI Você quer sugerir a gravação de um vídeo para ser publicado no canal do BABOO no Youtube? Então poste a sua sugestão abaixo com o máximo de detalhes. As sugestões devem preferencialmente abordar Windows ou Segurança. Inicialmente não serão aceitas sugestões que abordem: - assuntos excessivamente técnicos, pois os vídeos são focados no usuário final e no consultor/profissional de TI - temas sobre linguagens de desenvolvimento - qualquer atividade ilegal - hardware (não é o foco atual)
  3. Prezados, Tenho vídeos gravados no note para assitir na TV pela rede interna. O problema é que, cada vez que desligo, reinicio ou hiberno a máquina, quando ligo de novo tenho de reativar o streaming, ele desativa sempre! Isso é normal no Windows 10 Home, ou há uma maneira de manter o streaming ativo automaticamente depois de reiniciar o computador? Obrigado.
  4. Boa noite! Queria dar um upgrade simples no meu computador para ser possível jogar alguns jogos. Nada de ultima geração, ate porque nao tenho condição financeira no momento para isso, mas que já seja algo. Ai vai as configurações de agora: Placa-mãe: Manufacturer: Semp Toshiba Informática LTDA Model: STI 005492 1.01G Chipset Intel P35/G33/G31 Rev. 10 Southbridge: Intel 82801GB (ICH7/R) Rev. A1 LPCIO: Winbond w83627DHG-P (No CPU-Z diz que a placa eh a STI 005492, porem no Everest diz que eh a Asus IPM31. Fiquei na duvida sobre isso.) Processador: Intel Core 2 Duo CPU E7500 2.93GHz RAM: 3GB Em relação a placa de vídeo, estou um pouco em duvida. So rodaria DDR2, certo? E sei que ela aceita PCI-E X16. O PCI-Express 2.0 rodaria ou não? Caso sim, essa seria uma boa? https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1162296245-placa-de-video-nvidia-geforce-gt210-ddr2-1gb-gamer-barata-_JM?quantity=1 Queria começar comprando, de preferência, a placa de vídeo. Com um limite de R$250. Ai posteriormente comprar um Quad 2 Core, Q6700 ou o Q9950. Obrigado desde já!
  5. VÍDEO PUBLICADO DIA 30/JUN/17 Confira as 10 dicas que REALMENTE funcionam para deixar o seu SSD mais rápido, além de uma análise técnica de cada uma delas. Este é o terceiro e último vídeo do tema Otimização de SSD A FUNDO, e é recomendável você assistir os dois primeiros vídeos. Links úteis deste vídeo: Relatório da Samsung sobre OP Artigo da Microsoft sobre alinhamento de partição MiniTool Partition Wizard Free Edition Clique nas imagens abaixo para assistir o vídeo diretamente na parte abordada na imagem Esta é a terceira e última parte do vídeo Otimização de SSD A FUNDO. No primeiro vídeo eu abordei sobre desfragmentação, vida útil e backup de SSD, e no segundo vídeo eu abordei as 10 principais dicas inúteis dos "guias de otimização de SSD" que existem por aí. Se você não assistiu esses vídeos, eu sugiro você assistir para evitar que tenha dúvidas nesse vídeo que você não teria se você tivesse assistido os outros dois vídeos. BABOO: Otimização de SSD - Parte 3 Neste vídeo eu abordarei 10 dicas que REALMENTE melhoram a velocidade do Windows e do SSD, ou seja, você VAI PERCEBER que o seu Windows e SSD estão mais rápidos. Se você duvida disso, pois você aplicou as dicas de algum "guia de otimização de SSD" da internet e obviamente não serviu para nada, eu sugiro você fazer um teste de velocidade antes e depois da aplicação dessas dicas para se certificar que o ganho de performance é verdadeiro e real. Um detalhe importante é que embora essas dicas tenham sido testadas e aprovadas sob Windows, na prática elas também servem se você estiver utilizando Linux ou MacOS pois muitas delas independem do sistema operacional utilizado. Aí vão as 10 dicas que você estava aguardando, começando pela mais básicas e simples até a última, que é mais técnica. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 1 A primeira dica é básica: evite entupir o seu SSD. O ideal é que ele tenha no mínimo 40% de espaço livre - e se ele tiver menos de 10% você PRECISA URGENTEMENTE apagar arquivos desnecessários dali senão ele ficará ABSURDAMENTE lento. A primeira dica de otimização de SSD é básica: evite entupir o seu SSD! OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 2 A segunda dica também é básica: apague os arquivos temporários com o CCleaner, e, se a fragmentação estiver muito alta, desfragmente-o como se fosse um HD normal sem se preocupar com a vida útil, conforme eu abordei em detalhes no primeiro vídeo. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 3 A terceira dica é confirmar que o TRIM está ativado. O TRIM é um comando enviado ao SSD que informa quais blocos de memória podem ser utilizados, e é importantíssimo que ele esteja ativado para o SSD obter a melhor performance possível. verificar se o TRIM está ativado, abra uma janela de Prompt de Comando (Admin), digite o comando fsutil behavior query DisableDeleteNotify e tecle <ENTER>. Se o DisableDeleteNotify for zero, isso indica que o TRIM está ativado, mas se o resultado for 1, isso indica que ele não está ativado e para ativá-lo basta digitar o comando fsutil behavior set DisableDeleteNotify 0 e teclar <ENTER>. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 4 A quarta dica também é simples e é focada em usuários de desktop (ela não funciona se você estiver utilizando um notebook, ultrabook ou tablet): confirme que cabo do SSD está ligado ao conector SATA 3 da placa-mãe. De nada adianta você comprar um SSD ultramoderno e rápido e conectá-lo a uma porta SATA que limita a velocidade dele. Enquanto um drive SSD consegue transferir entre 200 e 300 MB/s se ele for conectado a uma porta SATA 2, esse limite praticamente dobra quando ele é conectado a uma porta SATA 3. Então de nada adianta você comprar um SSD que pode transferir arquivos a mais de 500MB/s e conectá-lo a uma porta SATA que impedirá que ele atinja essa velocidade. Um detalhe interessante é que existe uma imensa diferença entre testes de performance e uso REAL do SSD quando você faz essa mudança. Se o seu SSD é SATA 3 e ele estiver conectado a uma porta SATA 2, mesmo que você conecte seu SSD na porta SATA 3 não significa que ele automaticamente ficará duas vezes mais rápido. O ganho REAL varia muito e normalmente é bem menor do que o dobro de velocidade que você acha que terá. Exemplo prático: um SSD SATA 3 ligado em uma porta SATA 2 precisa de 1 minuto e 15 segundos para copiar um arquivo de 16GB. Esse mesmo SSD SATA 3 conectado a uma porta SATA 3 copiará o mesmo arquivo em pouco menos de um minuto. Mas backup e tempo de boot não fazem muita diferença se ele está conectado em SATA 3 ou SATA 2. Independentemente disso, é importante verificar se o seu SSD está conectado na porta SATA 3 para permitir que ele trabalhe o mais rápido possível. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 5 A quinta dica é confirmar que a controladora SATA está configurada como AHCI ao invés de IDE, pois o AHCI aumenta muito a performance de qualquer disco conectado a ela, seja SSD ou HD. Para saber se o seu PC está usando AHCI, entre no Gerenciador de Dispositivos > Controladores IDE e veja ali. Se não estiver, você precisa mudar a configuração para AHCI. Para fazer isso, infelizmente alguns “especialistas” indicam a alteração da chave do Registro HKLM\System\CurrentControlSet\Services\Msahci e a reinicialização do Windows, para depois descobrirem que inexplicavelmente na maioria das vezes o Windows não boota mais depois de fazer isso. Isso acontece pois essa alteração no Registro é apenas UMA de várias alterações necessárias no Registro para o Windows detectar corretamente a mudança para AHCI. Além dessa solução ser incompleta, ela serve como ótimo exemplo que o Registro só deve ser acessado por quem realmente saiba o que fazer ali, felizmente essa chave MSAHCI não existe mais no Windows 10. A maneira correta de alterar de IDE ou RAID para AHCI é a seguinte: entre no MSCONFIG, configure o computador para reiniciar em Modo de Segurança e reinicie o Windows. Daí você acessa a BIOS do computador, altera o acesso a disco de IDE para AHCI, salva e reinicia o PC. O Windows vai reiniciar em Modo de Segurança (pois você configurou isso no MSCONFIG). Daí você entra nele novamente, desclica a Inicialização segura, clica em OK e reinicia o Windows. Quando ele voltar, ele estará funcionando com AHCI. Antes de você fazer isso, detalhe MUITO importante: você deve fazer isso logando em uma conta LOCAL do Windows. Não faça isso usando uma conta Microsoft ou se você faz login com PIN. Se você não tem uma conta local, crie uma, siga a dica que eu dei para mudar de IDE ou RAID para AHCI, e depois apague a conta local que você criou. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 6 A minha sexta dica é: inacreditavelmente, não atualize o driver da controladora. Não, eu não fiquei louco.. normalmente atualizar o driver de qualquer periférico é fundamental para ele funcionar mais rápido, mas existe uma exceção a essa regra: o driver da controladora AHCI. O Windows vem com um driver padrão de AHCI, que funciona perfeitamente, e atualizar o driver da controladora pode interferir em funcionalidades específicas do fabricante de SSD que aumentam muito mais a performance do SSD do que se você simplesmente atualizar o driver da controladora AHCI. Em um dos próximos tópicos eu abordarei os programas de gerenciamento de SSD e a vantagem do uso deles para um ganho EXPRESSIVO de performance. Como os fabricantes de SSD utilizam como referência o driver AHCI original que vem com Windows para desenvolver e testar firmware e funcionalidades no gerenciamento dos seus SSD para deixá-lo mais rápido, usualmente você tem uma performance maior mantendo o driver original do Windows do que atualizando-o para uma build nova ou para uma nova versão em que essa funcionalidade implementada pelo fabricante do SSD não funciona. Embora a atualização de driver da controladora possa aumentar a velocidade de gravação de dados no SSD, na prática esse ganho de performance é imperceptível, principalmente pelo fato do Windows cachear a gravação em disco, que é algo importante manter habilitado conforme eu comentei no vídeo anterior. Então na prática o que acontece? O ganho de velocidade com o programa de gerenciamento de SSD é muito maior do que você simplesmente atualizar o driver da controladora. Essa dica tem duas exceções: primeiro quando o programa de gerenciamento do SSD não tem nenhuma opção de ganho de performance dele, e segundo quando você está usando RAID, pois nesse caso a atualização do driver da controladora pode ser mais benéfico em termos de performance, pois nem todas as opções de ganho de velocidade disponíveis no programa de gerenciamento do SSD funcionam em RAID, pois normalmente elas funcionam somente com AHCI. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 7 A sétima dica é atualizar o firmware do seu SSD. Veja o firmware como o "cérebro" do SSD, que na prática é o programa que controla o funcionamento dele. De tempos em tempos o fabricante do SSD melhora esse programa, e ao instalá-lo no seu SSD, ele pode ficar mais rápido, mais estável e mais confiável. A atualização de firmware é FUNDAMENTAL para obter o melhor desempenho do SSD, e para fazer isso você deve entrar na página de suporte do fabricante do seu SSD e verificar ali se existe alguma atualização de firmware OU aproveitar a próxima dica para fazer isso de uma maneira mais simples. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 8 Oitava dica: todos os fabricantes de SSD disponibilizam um aplicativo para gerenciar o SSD instalado. Embora normalmente eu seja completamente contra a instalação de programas e aplicativos que são aparentemente desnecessários, nesse caso você DEVE instalar esse programa que gerencia o SSD pois o fabricante normalmente disponibiliza alguma funcionalidade específica do SSD para ele funcionar mais rápido – algo que o Windows não tem acesso. A Crucial, por exemplo, tem a opção Momentum Cache que melhora MUITO a performance do SSD porque ele aloca parte da memória RAM que não está sendo utilizada como cache de escrita para o SSD, tornando a velocidade de escrita 10x mais rápida. A Seagate tem o RAPID Mode, que faz a mesma coisa, então você deve entrar no site do fabricante do seu SSD, baixar e testar o aplicativo de gerenciamento do seu SSD e habilitar as opções de aumento de performance. Além disso, como eu citei no item anterior, certamente você também pode atualizar o firmware do seu SSD através desse gerenciador de SSD. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 9 A nona dica é você aumentar o OP (Over Provisioning). OP é um espaço adicional que todo SSD tem para realizar operações extras de escrita, para armazenar o firmware, para buffer, para uso caso apareça algum bad blocks, etc.. Esse espaço ocupa entre 7 e 10% do espaço total do SSD, ou seja, mesmo que o SSD esteja lotado, na prática ele ainda tem entre 7 e 10% de espaço para uso. Aumentar esse espaço livre ajuda muito o SSD a trabalhar mais rápido, principalmente quando ele está utilizando aplicações que exigem bastante escrita – tanto que alguns SSD mais robustos utilizam até 28% de espaço para o OP justamente para que o SSD funcione o mais rápido possível em qualquer situação. Isso acontece pois com um OP maior, o SSD trabalha mais rápido pois ele tem mais espaço para cache, o SSD consegue manter uma excelente performance mesmo em tarefas longas (aonde normalmente há uma queda de performance depois de um tempo), e, por fim, o SSD também trabalha rápido mesmo quando houver muito pouco espaço livre. A própria Samsung mostra que testes internos a mudança de 0% de OP para 28% mais do que TRIPLICOU a velocidade de escrita do SSD. Além disso, uma curiosidade: não fique muito feliz quando você compra um SSD de 256GB e, depois de formatá-lo, você tem praticamente 256GB livres, pois isso indica que o OP dele é inexistente ou baixíssimo, comprometendo a sua velocidade. Em comparação, quando você compra um SSD de 256GB e depois de formatá-lo ele tem 238GB livres, isso indica que ele tem cerca de 7% de OP, e embora ele tenha um pouco menos espaço livre do que o anterior, CERTAMENTE ele é bem mais rápido. Alguns cenários aonde o aumento de OP pode ajudar muito: computadores rodando VMs (máquinas virtuais), estações de edição de vídeo (aonde há uso intensivo de cache), servidores de arquivos (e qualquer servidor em geral) em qualquer tipo de empresa, tarefas que envolvam bastante cópia e conversão de arquivo, etc. E o que você precisa fazer para aumentar o OP? Você deve utilizar o programa de gerenciamento do seu SSD, citado no item anterior. É imprescindível que você saiba que quando você aumenta o OP, você obviamente diminui o espaço livre no seu SSD, então é importante que leve isso em consideração antes de mudar o tamanho dele, pois o PIOR cenário possível para um SSD é quando há muito pouco espaço sobrando. Então aumente o OP somente se o seu SSD tem espaço livre disponível para isso. OTIMIZAÇÃO DE SSD: DICA 10 E a décima e última dica é verificar se as partições do SSD estão alinhadas, que é algo fundamental se você migrou de HD para SSD. A grosso modo, quando uma partição está alinhada, isso indica por exemplo que um arquivo de 4K será escrito em UM ÚNICO cluster de 4K, MAS quando a partição não está alinhada, esse arquivo de 4K será escrito em DOIS clusters de 4K, pois o arquivo está sendo salvo na posição incorreta. Se você instalou o Windows no SSD, esse problema não acontece, MAS se você migrou o Windows de um HD para um SSD, isso pode acontecer se o aplicativo que você utilizou para fazer essa migração não verificou e corrigiu esse alinhamento de partição. Embora o Windows e o SSD funcionem perfeitamente com partições desalinhadas, isto é, você não terá NENHUM problema de segurança, compatibilidade ou estabilidade, a velocidade de cópia e leitura de dados nesse caso pode ser até 40% menor em comparação a um mesmo SSD funcionando com partições alinhadas. O desalinhamento de partições é algo tão importante, que em 2009 a Microsoft publicou um artigo sobre isso para quem pretende otimizar a performance do SQL Server mostrando que em alguns cenários houve um ganho de performance absurdo, diminuindo uma tarefa de 7 minutos para menos de um minuto. Para verificar se as partições do seu SSD estão alinhadas, execute Informações do Sistema, clique em Componentes > Armazenamento > Discos. Confirme que você está no item Partição Disco #0 Partição #0 e veja o número de bytes listado em “deslocamento inicial da partição”. Se esse número for divisível por 4096, então a partição do seu SSD está alinhada, e se não for, ela está desalinhada. Exemplo: se ali mostra 1.048.576 bytes, divida esse número por 4096 e o resultado é exatamente 256, sem nenhuma casa decimal, indicando que a partição está alinhada. Em outro caso aonde temos 1.050.624 bytes, a divisão por 4096 resulta em 256,5, indicando que a partição está desalinhada. E neste terceiro exemplo, temos 1.049.216 bytes, que dividido por 4096 resulta em 256,15625 indicando também que essa partição está desalinhada. Se a partição do seu SSD estiver desalinhada, existem duas soluções para isso. A primeira é reinstalar o Windows no SSD, algo que os puristas e amantes de TI vão adorar fazer em um domingo chuvoso, mas quem quer ser mais eficiente e rápido, pode usar a segunda opção, que é o aplicativo gratuito de gerenciamento de partições MiniTool Partition Wizard Free Edition. Ali você clica na partição que precisa ser alinhada, escolhe a opção Alinhar e pronto: ela será alinhada. CONCLUSÃO Como você pode ver, é relativamente simples você obter o máximo de performance do seu SSD – e o primeiro passo é ignorar as dicas obsoletas e incorretas desses “guias de otimização do SSD” existentes na internet. Evite também utilizar programas que “otimizam” o SSD como o Tweak-SSD, SSD Tweaker pois na prática eles apenas automatizam as dicas inúteis desses "guias de otimização", além de aplicar outras dicas inúteis, como por exemplo impedir a criação de arquivos no formato 8.3 na partição NTFS, que é algo que só faria algum sentido em servidores que tenham pastas com dezenas ou centenas de milhares de arquivos com nome longo. Por fim, sempre que você se deparar com algum artigo ou vídeo abordando "otimização de SSD" com dicas ilusórias, sugira este vídeo como referência para mostrar como se deve otimizar o SSD da maneira correta e profissional.
  6. Pessoal, procurei no fórum e não achei nada referente a esse problema. Seguinte, quando estou assistindo um video no YouTube com o passar do tempo a sincronia da voz e do vídeo se perde. O áudio começa a ficar adiantado. Alguém sabe o que pode ser? Tenho Windows 10 64
  7. Olá, pessoal, Nos últimos meses, tenho notado um comportamento irritante com o Windows 10 (v. 1809, compilação 17763.316) no meu notebook ASUS S46CB (placa de vídeo NVIDIA GeForce GT 740M, driver atualizado, v. 24.21.13.9882, data 30/07/2018). Se deixo qualquer janela do navegador Chrome INATIVA por mais ou menos 2 minutos, o sistema desliga automaticamente o monitor. É muito estranho, já que configurei, em "Opções de energia", "configurações avançadas", para nunca desligar o vídeo. Além do vídeo, ele também desliga o adaptador de rede e o wi-fi; então, tem de esperar reconectar até poder usar a internet novamente. O curioso é que isso só acontece com o Chrome. Se é outro programa que fica inativo por 2 minutos ou mais, o sistema não desliga o vídeo nem a rede. Alguém já teve problema parecido? Saberia como resolvê-lo? Obrigado pela ajuda!
×
×
  • Criar Novo...