Ir para conteúdo
fredcoque

Duvidas CLT x PJ x Autonomo x Cooperativa

Mensagem Recomendada

Pessoal,

Estou trabalhando para uma empresa como Coordenador de TI e a forma de contratacao ainda não esta 100% definida. Eu gostaria de saber se alguém conhece algum lugar em que eu possa levantar todos os detalhes a respeito das modalidades: CLT x PJ x Autonomo x Cooperativa. Preciso saber todos os custos envolvidos e respectivos impostos. Se alguém tivesse uma planilha na qual eu pudesse colocar o salario bruto acertado e pudesse ver o imposto e quanto sobra de liquido seria ideal. Caso alguém conheca algum site que tenha informacoes detalhadas já ajudaria.

Obrigado,

Fred

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

eu não sou da área contábil nem nada, posso passar algumas informações por experiência própria... já fui contratado de todas essas maneiras... hehehe

Como CLT, você tem desconto de INSS de 11%, desconto de IR que varia de acordo com a tabela... tipo se você ganha R$ 2500, são 27.5% de desconto disso (R$ 687,5) menos R$ 423.08, dando um desconto total de R$ 264.42. A tabela você pode ver aqui.

O bom do CLT é o monte de benefícios que você tem em troca: vale transporte, vale refeição, férias, décimo terceiro, fundo de garantia, etc. você tem que botar todos esses benefícios na ponta do lápis para calcular o valor real do seu salário.

Como PJ, você desconta um valor fixo dependendo de onde sua empresa for registrada (aqui no Rio o valor é de 13%, mas tem cidadezinhas aqui perto que são 10%). Pelo que me disseram (estou trabalhando agora através desse modelo de emprego e portanto não tenho muita certeza), você é isento de IR, e você pode pagar o mínimo do INSS como autônomo (20% de um salário mínimo) - lembrando que você tem que pagar por conta própria. Além disso, você tem que ou fazer por sua conta o livro caixa e ir pagar os impostos que você descontou na sua nota ou então você paga um escritório de contabilidade que faça isso para você (o meu custa R$ 110/mês).

Esse modo de contratação não te dá nenhum outro benefício, por isso os salários como PJ são substancialmente maiores do que como CLT.

Como cooperativado, tudo depende de qual cooperativa você vai participar. Já participei de duas, e tinham algumas diferenças. Mas o básico é o seguinte: você compra uma cota de uma cooperativa (que geralmente custa uns R$100 mas os caras dividem isso em 10 ou 100x, se tornando assim um valor simbólico). Daí você passa a receber por aquela cooperativa. Os descontos são de 11% do INSS e o aquela tabelinha do IR, normal. O legal da cooperativa é que geralmente você pode apresentar notas fiscais de tudo que você gastou no mês, comida, telefone, gasolina, cursos, etc, e isso "diminui" seu valor salarial para efeitos de desconto. Ou seja, se você ganha R$ 3000, mas gastou comprovadamente R$ 2000, seu INSS e IR vão descontar como se seu salário fosse R$ 1000.

Os salários geralmente não são tão altos quanto os de PJ mas são definitivamente maiores que os de CLT.

Como autônomo eu trabalhei durante um mês, enquanto minha empresa não abria. É raro esse método de contratação... os descontos são os mesmos da CLT, o que faz esse método não ser muito desejado.

Espero poder ter ajudado um pouco.

[]s

Mozart

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
eu não sou da área contábil nem nada, posso passar algumas informações por experiência própria... já fui contratado de todas essas maneiras... hehehe<BR><BR>Como CLT, você tem desconto de INSS de 11%, desconto de IR que varia de acordo com a tabela... tipo se você ganha R$ 2500, são 27.5% de desconto disso (R$ 687,5) menos R$ 423.08, dando um desconto total de R$ 264.42. A tabela você pode ver <a target="_blank" href="http://www.portaltributario.com.br/guia/tabela_irf.html" target="_blank">aqui</a>.<BR>O bom do CLT é o monte de benefícios que você tem em troca: vale transporte, vale refeição, férias, décimo terceiro, fundo de garantia, etc. você tem que botar todos esses benefícios na ponta do lápis para calcular o valor real do seu salário.<BR><BR>Como PJ, você desconta um valor fixo dependendo de onde sua empresa for registrada (aqui no Rio o valor é de 13%, mas tem cidadezinhas aqui perto que são 10%). Pelo que me disseram (estou trabalhando agora através desse modelo de emprego e portanto não tenho muita certeza), você é isento de IR, e você pode pagar o mínimo do INSS como autônomo (20% de um salário mínimo) - lembrando que você tem que pagar por conta própria. Além disso, você tem que ou fazer por sua conta o livro caixa e ir pagar os impostos que você descontou na sua nota ou então você paga um escritório de contabilidade que faça isso para você (o meu custa R$ 110/mês).<BR>Esse modo de contratação não te dá nenhum outro benefício, por isso os salários como PJ são substancialmente maiores do que como CLT.<BR><BR>Como cooperativado, tudo depende de qual cooperativa você vai participar. Já participei de duas, e tinham algumas diferenças. Mas o básico é o seguinte: você compra uma cota de uma cooperativa (que geralmente custa uns R$100 mas os caras dividem isso em 10 ou 100x, se tornando assim um valor simbólico). Daí você passa a receber por aquela cooperativa. Os descontos são de 11% do INSS e o aquela tabelinha do IR, normal. O legal da cooperativa é que geralmente você pode apresentar notas fiscais de tudo que você gastou no mês, comida, telefone, gasolina, cursos, etc, e isso "diminui" seu valor salarial para efeitos de desconto. Ou seja, se você ganha R$ 3000, mas gastou comprovadamente R$ 2000, seu INSS e IR vão descontar como se seu salário fosse R$ 1000.<BR>Os salários geralmente não são tão altos quanto os de PJ mas são definitivamente maiores que os de CLT.<BR><BR>Como autônomo eu trabalhei durante um mês, enquanto minha empresa não abria. É raro esse método de contratação... os descontos são os mesmos da CLT, o que faz esse método não ser muito desejado.<BR><BR>Espero poder ter ajudado um pouco.<BR><BR>[]s<BR>Mozart

Me tira uma duvida sobre esse metodo cooperado, por exemplo se eu ganhar R$ 3.500,00. E apresentar gastos em notas de R$ 2.500,00. O salario para efeitos de impostos iria para R$ 1.000,00. Nesta situação o INSS cobrado seria o de 9% certo? e o IR? Eu estaria abaixo do valor mínimo para cobrança de IR? Seria isso?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

×